O Paraná Clube foi massacrado por 5 a 0 pelo Juventude, nesta sexta-feira (20), pela 22ª rodada da Série B e segue sem vencer sob o comando do técnico Rogério Micale. O Tricolor foi a Caxias do Sul, não representou nenhum perigo ao adversário, e se viu o G4 ainda mais distante, passando a olhar agora também para a parte de baixo da tabela.

Com o resultado o time paranista é o 11º da Segundona. O próximo compromisso será na terça-feira (24), diante do Guarani, às 16h30, na Vila Capanema.

Uma hora antes de o jogo ser iniciado, o Paraná divulgou que três jogadores testaram positivo para a Covid-19: o zagueiro Philipe Maia, o volante Higor Meritão e o meia Gabriel Pires. Desses, apenas Pires não estava entre os titulares nas últimas partidas. O goleiro Alisson também ficou de fora após sentir dores no ombro e ser vetado pelo departamento médico.

O jogo

A partida começou e o Juventude não tomou conhecimento do Paraná. O time gaúcho jogou com liberdade e fez um primeiro tempo impecável. Renato Cajá abriu o placar aos 3 minutos com um chute de fora da área.

Aos 17, após cobrança de escanteio, Rafael Silva cabeceou, a bola bateu na trave, Marcos não conseguiu tirar e a bola entrou. Os jogadores ficaram com os ânimos exaltados e houve uma discussão no gramado. No empurra-empurra, quem recebeu amarelo foi Karl, do lado do Paraná, e João Paulo, do lado do Juventude.

Aos 38, Renato Cajá fez mais um. Ele recebeu na intermediária, avançou, ganhou de Salazar, driblou Marcos e com categoria fez o terceiro do Ju. Irritado na beira do gramado, o técnico Rogério Micale reclamava muito com a arbitragem e recebeu cartão amarelo.

No segundo tempo, o sufoco paranista seguiu. Aos 3 minutos, Rafael Silva rolou a bola para Gustavo Bochecha, que só empurrou para fazer o quarto. O quinto gol veio aos 10 minutos.

No contra-ataque, Rafael Silva tocou para Gustavo Bochecha, que decretou a goleada. A sequência da partida apresentou um Paraná desorganizado em busca de pelo menos um gol de honra, mas sem incomodar o tranquilo Juventude.

No final, o árbitro apitou o fim tão logo o cronômetro bateu 45 minutos, pondo fim ao martírio tricolor. O placar é igual à maior goleada da competição. Nesta edição da Série B, a Chapecoense venceu a Ponte Preta também por 5 a 0, na 17ª rodada.

Ficha técnica de Juventude x Paraná Clube

Série B 2020
22ª rodada
20/11/2020
Juventude 5 x 0 Paraná
Clube

Juventude
Marcelo Carné; Igor, Genilson, Nery Bareiro e Helder; João Paulo (Gabriel Bispo), Bochecha e Renato Cajá (Gabriel Terra); Capixaba (Roberto), Rafael Silva (Jonatas Belusso) e Rafael Grampola (Marciel). Técnico: Pintado.

Paraná
Marcos; Paulo Henrique, Salazar, Luan e Jean Victor; Jhony Douglas (Kaio), Karl, Renan Bressan (Michel) e Thiago Alves (Wandson); Andrey (Guilherme Biteco) e Bruno Gomes (Matheus Matias). Técnico: Rogério Micale.

Gols: Renato Cajá, 3 minutos e 38’, Rafael Silva, 17, do 1º; Gustavo Bochecha, 3’, Capixaba, 10’ do 2º.
Amarelos: João Paulo (JUV); Karl, Paulo Henrique e Luan (PRC).
Local: Alfredo Jaconi (Caxias do Sul-RS).
Árbitro: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araújo (AL) e Ruan Luiz de Barros Silva (AL).

Participe da conversa!
0