Depois de mais um tropeço na Série C com o empate em casa contra o Figueirense, por 1 a 1, o técnico Maurílio cobrou reforços à diretoria do Paraná. Em entrevista pós-jogo na Vila Capanema, o treinador ressaltou que "todo mundo está vendo" a necessidade de contratações e disse que o elenco precisa de qualidade "para ontem".

“Há de convir que nossa equipe tende a melhorar, precisamos de material, de qualidade, de peças, todo mundo está vendo. Fizemos um jogo difícil, mas poderíamos ter saído com o resultado positivo”, analisou Maurílio.

“Muitos atletas saíram e estamos usando os que aqui permanecem. Com o pouco que a gente tinha pra montar, nós montamos. Conseguimos reagir, a equipe não fazia gol há alguns jogos, e esperamos que junto com a diretoria tenhamos peça de reposição para melhorar”, acrescentou.

Maurílio lamentou as recentes perdas dos meias Maxi Rodríguez e Juninho e cobrou urgência nas contratações.

“Temos que trazer atletas pra jogar. Sabemos que todos aqui têm qualidade, mas estamos precisando [de reforços] para ontem, não para daqui a uma semana. Muitos atletas vieram sabendo da dificuldade, mas não corresponderam”, disse.

“O Juninho faz muita falta, se tivéssemos ele hoje, tinha nos ajudado muito. O torcedor tem que entender que estamos tentando trazer qualidade, peças que venham melhorar nosso grupo. Mas o mercado está grande, estão levando atletas pra fora do país e não dá pra concorrer”, pontuou o técnico tricolor.

Vale lembrar que o Paraná conta com um novo investidor para tentar afastar a crise que ronda o clube. A parceria com a FDA Sports prevê investimento de R$ 2,9 milhões até o fim do ano, parcelados mensalmente, com uma parcela separada para o 13º salário dos atletas.

“Me sinto pressionado desde o dia em que cheguei”

Ainda sem vencer na Série C e há seis jogos – somando também o Paranaense – sem conseguir um resultado positivo, Maurílio respondeu sobre a pressão no comando técnico do Tricolor.

“Me sinto pressionado desde o dia que cheguei. O Paraná é um grande clube, então temos que ter respeito com o torcedor. Não só agora porque não conseguimos os resultados”, afirmou.

+ Confira a tabela e a classificação da Série C

Apesar dos boatos sobre uma possível demissão do cargo, Maurílio disse que não desistirá de colocar o Paraná em uma situação melhor.

“Eu não desisto, nunca desisti, tive dificuldades na minha vida inteira. Todos os problemas que tive à minha frente, tive capacidade e serenidade para superá-los. Vou trabalhar até o final em busca de um objetivo final”, completou.

O Paraná volta a campo diante do Athletico na quarta-feira (16), às 15h20, na Arena da Baixada, pelas quartas de final do Campeonato Paranaense. Na partida de ida, o Furacão venceu o Tricolor por 2 a 0, na Vila Capanema, dia 24 de maio. Pela Terceira Divisão, o time de Maurílio joga contra o Ituano no sábado (19), às 17h, fora de casa.

Participe da conversa!
0