O Paraná corre contra o tempo para se reforçar para a Série D, que começa daqui a um mês.

O novo executivo de futebol, Pedro Soriano, afirmou, em entrevista coletiva, já ter alguns nomes "bem adiantados", mas o clube aguarda o término de campeonatos para que os reforços cheguem à Vila Capanema.

"Temos trabalhado incansavelmente atrás de reforços. Sabemos da dificuldade do campeonato. É uma Série D bem competitiva. Nosso grupo já é um grupo bem forte. Já temos nomes apalavrados, mas como temos muitas competições em andamento, precisamos esperar acabar para que esses nomes cheguem. Temos nomes bem adiantados", declarou.

O grupo paranista se reapresentou na última quarta-feira (16). Os jogadores seguem sendo avaliados e alguns não devem permanecer. O lateral-esquerdo Kazu, por exemplo, que veio por empréstimo do Coritiba, é um dos nomes que já deixou o elenco.

Por outro lado, atletas que tiveram boas atuações e agradaram à torcida, como o goleiro Lucas Wingert, o lateral-direito André Krobel, o volante Moisés Gaúcho e os atacantes Everton Brito e Ueslei Brito seguirão no clube.

Paraná se reforça com apoio da LA Sports

Soriano também comentou que todas as decisões de contratações e saídas estão sendo tomadas em conjunto com a nova comissão, LA Sports e diretoria do Paraná.

"Vamos continuar com uma consultoria com a LA Sports, mas toda diretoria do clube está envolvida. Tenho conversado muito com eles, diariamente. Todo o clube participa de tudo, todos sabem os passos que vão dar. Claro que muitas indicações, opiniões minhas e do Omar, mas o clube Paraná também terá envolvimento em todas as decisões que serão tomadas", disse.

Omar Feitosa também fala sobre montagem do elenco do Paraná

O técnico Omar Feitosa também falou sobre a montagem do elenco. Além de confirmar a chegada de novas peças, o treinador afirmou que a comissão está avaliando os jogadores do elenco atual e quer manter uma base com que já está aqui.

"Nós temos que manter uma base. Em que pese as coisas que aconteceram, o Paraná tem alguns jogadores tecnicamente muito interessantes e de caráter que a gente precisa e que querem ficar. Em relação ao nomes, a gente não pode falar, porque é uma reformulação ainda muito inicial. Corremos contra o tempo, mas teremos que queimar algumas etapas para dar uma resposta à nossa torcida", afirmou.

O treinador ainda comentou sobre os adversários e disse que o Tricolor está atrás em termos de preparação.
"Todos os clubes que estão em um nível bom de formação, não temos certeza se eles vão conseguir manter com a folha salarial que eles bancam agora. Algumas equipes do campeonato paulista têm uma verba que facilita a montagem, esse é um aspecto que temos que observar. Claro que estamos correndo um pouco atrás destas equipes", pontuou.

"Mas com a comissão técnica que temos, com a colaboração do presidente, com os diretores, a LA Sports, que faz um papel importante em todo processo, nós juntos, unidos, vamos conseguir levar o Paraná para a Série C e depois para o clube começar a recontar a historia dele como deve ser", finalizou Feitosa.

O Paraná estreia na Série D diante do Oeste, no fim de semana de 17 de abril, no interior paulista. Além do Tricolor e Oeste, o Grupo 7 também terá o paranaense Cianorte, os cariocas Nova Iguaçu, Pérolas Negras e Portuguesa-RJ e os paulistas Santo André e São Bernardo.

Participe da conversa!
0