Ex-jogador do Athletico, o meia Madson foi vítima de uma quadrilha que oferecia investimentos em ações na bolsa de valores, com retornos rápidos e lucro acima do normal. Após conquistar a confiança das vítimas, a quadrilha aplicava o golpe e embolsava o dinheiro.

Em entrevista ao Fantástico, no último domingo (11), Madson revelou que perdeu uma quantia milionária ao ser vítima do esquema. “O meu primeiro aporte foi de 250 dólares, que era para iniciantes”, contou o atleta ao programa da TV Globo.

“Quase que diariamente a gente tinha um lucro de 10%. Acho que fiz em torno de 28, 29 depósitos”, prosseguiu o jogador, sem revelar, entretanto, a quantia total perdida para os golpistas.

Madson durante treino no Ahletico. Foto: Jonathan Campos/Arquivo/Gazeta do Povo
Madson durante treino no Ahletico. Foto: Jonathan Campos/Arquivo/Gazeta do Povo

O baixinho Madson teve passagem pelo Furacão em 2011, quando defendeu o time em 29 oportunidades e anotou dois gols, tendo ainda virado uma espécie de xodó da torcida. O mais recente clube de Madson foi o São Caetano, em 2020.

Em bate-papo recente com o Podcast DoisUm, o técnico Adilson Batista, que comandou Madson no Athletico naquele ano, criticou o comportamento do jogador. “Eu não tenho história com o Madson porque eu durmo cedo. Você marca treino para 9h30 e o cara chega 9h25, isso é profissional?”, disparou o Pezão.

Esquema teve até Ronaldinho Gaúcho como garoto propaganda

Propaganda com Ronaldinho. Foto: Reprodução/TV
Propaganda com Ronaldinho. Foto: Reprodução/TV

Segundo reportagem do Fantástico, a investigação sobre o esquema financeiro começou após um aposentado de 78 anos perder todo o dinheiro que havia economizado durante a vida. A denúncia então atraiu a atenção do Ministério Público de Minas Gerais, que descobriu um esquema milionário, com atuação em todo o território nacional

As empresas de fachada, de nomes Vlom e LBLV, tinham até mesmo propagandas na internet em diferentes idiomas. O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho chegou a ser contratado para ser garoto propaganda da LBLV, empresa que dizia ter sede na Inglaterra.

“Venha com a LBLV que nós vamos te treinar para ganhar”, dizia Ronaldinho em um dos anúncios da empresa. Ao Fantástico, o advogado de Ronaldinho afirmou que o jogador assinou um contrato de publicidade legal e não sabia que a empresa era de fachada.

Participe da conversa!
0