O técnico Tite ganhou mais problemas nesta quarta-feira (01), véspera da partida contra o Chile, em Santiago, pela nona rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar.

O Zenit, da Rússia, pediu o retorno do meio-campista Claudinho e do atacante Malcom. Com isso, os dois não vão defender o Brasil na rodada tripla das Eliminatórias.

Malcom e Claudinho já não viajam com a delegação da seleção brasileira para Santiago, no Chile. Segundo a CBF, os "jogadores receberam constantes comunicados de seu clube, o Zenit São Petersburgo, obrigando que ambos retornassem nesta quarta-feira à Rússia".

+ Brasil treina para pegar o Chile: veja provável escalação

A CBF afirmou que conversou com os dois atletas e "explicou que eles não poderiam sofrer nenhuma das sanções ameaçadas pela equipe". No entanto, depois de conversas com o coordenador da seleção, Juninho Paulista, e o técnico Tite, foi decidido pelo retorno do meio-campista e do atacante.

A entidade que comanda o futebol brasileiro expressou sua discordância em relação à posição do Zenit e avisou que encaminhou reclamação formal à Fifa, com documentos enviados pelo clube russo à entidade e aos atletas. "A CBF apelará à entidade que rege o futebol mundial para que, em linha com seus regulamentos, todas as punições cabíveis ao Zenit sejam cumpridas", informou.

O Zenit solicitou a volta de Claudinho e Malcom porque quer contar com eles na estreia da Liga dos Campeões. O clube russo enfrenta o atual campeão Chelsea no dia 14, na Inglaterra. Ao retornar agora, a dupla cumpre quarentena de 10 dias e tem condições de estar em campo na partida em Londres.

Malcom não embarcou para Santiago
Malcom não embarcou para Santiago| Lucas Figueiredo/CBF

+ Confira a tabela das Eliminatórias para a Copa do Mundo

Com mais esse problema, Tite não pode contar com 12 atletas que convocou para os compromissos de setembro das Eliminatórias.

Além de Claudinho e Malcom, o técnico já havia perdido nove atletas que atuam na Inglaterra e não foram liberados por seus clubes, e o meio-campista Matheus Nunes, que, oficialmente, não se apresentou devido "à exigência sanitária de cumprimento de quarentena no seu retorno a Portugal". No entanto, o jogador do Sporting tem dupla nacionalidade e deve defender a seleção de Portugal.

O Brasil enfrenta o Chile nesta quinta em Santiago e depois faz duas partidas em casa. Domingo, encara a Argentina na Neo Química Arena, em São Paulo, e na quinta-feira da próxima semana recebe o Peru, na Arena Pernambuco, em Recife. A seleção lidera as Eliminatórias com 100% de aproveitamento aos seis rodadas.

Participe da conversa!
0