O volante Willian Farias, capitão do Coritiba, não conseguiu explicar a má fase do time após a derrota para o Internacional, neste sábado (24), no Beira-Rio. Foi o quarto revés consecutivo do Coxa – a sexta partida sem vitória no Brasileirão.

"Difícil falar. Se eu soubesse o que faltava, faria de tudo para que não faltasse", desabafou o jogador, que citou a questão emocional com um fator importante na péssima sequência da equipe, especialmente fora de casa, onde o Alviverde somou apenas dois pontos de 21 disputados.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão e os próximos jogos do Coritiba

"Trabalhamos, tivemos um volume no primeiro tempo, só que quando eles chegaram foram fatais, não perderam oportunidades. Aí vem o aspecto emocional. Fora de casa temos momentos difíceis, pesa um pouco, mas não pode acontecer", afirmou.

Com 15 pontos, o Coxa corre alto risco de entrar na zona de rebaixamento nesta rodada. Isso só não acontece se Goiás e Cuiabá empataram na partida marcada para domingo (26), em Goiânia.

A chance de mudar o cenário está nos próximo dois jogos, ambos no Couto Pereira e contra rivais que estão na ZR. No dia 3 de julho, o clube recebe o Fortaleza. No dia 10, o desafio é contra o Juventude.

"Precisamos de uma mudança rápida. O campeonato é muito difícil, não permite tantas oportunidades assim. Precisamos de uma virada de chave rápida", enfatizou Farias.

Participe da conversa!
0