A Série B ainda não acabou para o Coritiba. O recado foi dado pelo Confiança na noite desta terça-feira (28), no Couto Pereira, onde o vice-lanterna da competição quase derrubou o líder isolado.

O time sergipano vencia até os 45 minutos do segundo tempo, quando Léo Gamalho virou ponta e cruzou para o William Alves, o Totó, se tornar herói improvável ao marcar de cabeça.

O empate por 1 a 1 levou o Coxa ao 53 pontos na tabela de classificação faltando 11 jogos para o término da Segundona. A meta é chegar aos 64, número “mágico” para o acesso, o mais rápido possível.

A vantagem na ponta ainda é muito boa, claro. São oito pontos à frente do quinto colocado Goiás, mas a distância para o vice-líder pode encurtar para apenas dois caso o Botafogo vença o Vitória nesta quarta-feira. E apesar do empate, é notório que o Alviverde deixou a desejar contra um adversário que luta contra o rebaixamento.

Faltou intensidade, como o próprio técnico Gustavo Morínigo deixou claro à beira do gramado. Após o zagueiro Nirley abrir o placar aos 20 minutos do primeiro tempo, o Confiança reforçou sua estratégia defensiva e bloqueou os espaços com efetividade.

Bolas foram levantadas na área à exaustão – 37 em toda a partida –, e o time da casa pouco ameaçou a pior defesa da Série B. Tirando uma cavadinha de Igor Paixão, no fim da etapa inicial, e uma finalização de Guilherme Biro, nos minutos derradeiros do duelo, o líder teria caído não fosse a insistência de quem faz uma campanha quase irrepreensível.

Na pressão, justamente em mais um cruzamento, William Alves desencantou depois de oito partidas. Questionado pela torcida por sua forma física quando desembarcou em Curitiba, em junho, ele pôde extravasar.

“[O sentimento] é de felicidade, né... Atacante vive de gol e eu estava esperando esse gol com a camisa do Coxa. Agora, é dar continuidade ao trabalho e pensar no próximo jogo”, disse o jogador  de 29 anos, citando a partida contra o Remo, fora de casa, na próxima segunda-feira (4).

“Pude fazer um gol, mas preferia a vitória, que é mais importante. Mas é um ponto importante pra gente no campeonato”, concluiu o centroavante.

Participe da conversa!
0