O que você faria pelo seu time? Qual promessa já fez caso o seu clube conquistasse o objetivo? Já pensou atravessar fronteiras a pé para festejar uma conquista? Foi o que um torcedor do Coritiba fez para celebrar a volta à primeira divisão.

Neste sábado (20), Jean Carlos dos Santos, de 45 anos, acordou cedo e saiu de sua casa, em Campo Largo, e foi até o Couto Pereira andando. Uma promessa feita - e paga - ainda no ano passado, mas que precisou ser atualizada.

"Ano passado eu já tinha feito a promessa. Se o Coxa não caísse, eu iria de Campo Largo até o Couto a pé. Não deu certo, então eu refiz a promessa em caso de acesso e cheguei até aqui", disse o recuperador de crédito, ao UmDois Esportes.

A ideia veio ainda antes. Morador próximo do hospital do Rocio, Jean passou a praticar exercícios na região, para acabar com o sedentarismo. Passou a ganhar uma melhora de forma física e se desafiou também com o objetivo de ver o time do coração em alta mais uma vez.

"Uni o útil ao agradável, melhorar a saúde junto com o amor pelo Coritiba", disse o torcedor.

O trajeto de aproximadamente 30 km durou cerca de quatro horas e meia. Ele saiu de casa às 7h12 da manhã e às 11h40 chegou ao Couto Pereira. Ao longo do trajeto, algumas dificuldades.

"Os primeiros 16 km foram bem tranquilos, depois complicou bastante, tem algumas subidas até o contorno e já tinham mais de duas horas de caminhada. Mas o que pesou mesmo foi do Barigui em diante, estava perto, mas estava longe. Dali até o Couto são muitas subidas, mas deu tudo certo", contou.

Confiança no título do Coritiba até o fim

Sócio do clube, Jean aproveitou para ficar para o treino aberto da equipe nesta tarde, o último antes da despedida do Alviverde do Couto nesta temporada, que acontece neste domingo (21), às 16h, contra o CSA. Na briga pelo título da Série B, o torcedor confia que o Coritiba possa reviver uma "batalha do Arruda", desta vez em Campinas.

"Esperança a gente tem, é difícil, mas não impossível. Temos que ganhar do CSA, acredito que o Botafogo ganhe do Brasil de Pelotas. Mas na última rodada eles pegam o Guarani, que briga pelo acesso e quem sabe não vivemos mais uma batalha do Arruda, com um gol nosso aos 46 e do Guarani aos 49", brincou, relembrando o título da Série B de 2007, quando o Coxa ganhou do Santa Cruz por 3 a 2, com dois gols nos minutos finais.

Participe da conversa!
0