A goleada do Coritiba sobre o Brusque, por 4 a 0, colocou a equipe com o segundo melhor ataque da Série B, agora com 32 gols, empatado com o vice-líder, CRB. No poderio ofensivo, o time alviverde fica atrás apenas do Guarani, com 34.

Dono da terceira melhor defesa, com 18 gols sofridos, o Coxa tem também o melhor saldo. São 14 gols - três a mais que o Goiás, terceiro colocado, que tem 11.

Apesar dos bons números, o treinador Gustavo Morínigo não vê tranquilidade do Coritiba na briga pelo acesso à Série A. Atualmente, o time tem 65% de aproveitamento.

“Tranquilidade, não. Temos que seguir focados no que estamos fazendo, seguir melhorando”, avaliou o comandante em entrevista coletiva.

+ Confira a tabela da Série B e os próximos jogos do Coritiba

Sem tirar os pés do chão, Morínigo atribuiu a boa campanha do Coritiba ao compromisso e responsabilidade dedicados pelos atletas.

“Sabemos da capacidade que cada um tem e é muito difícil enfrentar uma equipe que está focada dessa maneira. Somos uma equipe muito comprometida, há muitos jogadores com história aqui no Coritiba, mas eles não se sustentam sobre isso, mas sim trabalham por histórias novas. Assumimos a responsabilidade de devolver o clube à primeira divisão e estamos vivendo isso a cada jogo”, disse o treinador.

Dos 32 gols do Coritiba, 18 foram como mandante e 14 como visitante. O Coxa, aliás, tem a melhor campanha fora de casa, com 23 pontos em 12 jogos. Abaixo do atacante Léo Gamalho, que tem 11 gols, Waguininho balançou as redes seis vezes pelo Coxa nesta Série B e Igor Paixão cinco vezes.

Líder isolado com 45 pontos, o Coritiba só volta a campo daqui a dez dias, diante do Vila Nova, no dia 17, novamente no Couto Pereira. O jogo pela 24ª rodada está marcado para as 19h.

Participe da conversa!
0