Antes de a bola rolar para a vitória do Coritiba por 3 a 2 sobre o Londrina, nesta quarta-feira (1º), no Estádio do Café, pela 22ª rodada da Série B, duas imagens chamaram a atenção. Ambas com relação a protestos contra o racismo.

Assim que entraram em campo, os jogadores do Tubarão carregaram uma faixa com os dizeres "RACISMO NÃO! O Londrina Esporte Clube repudia todo e qualquer ato de racismo! Essa luta é nossa!".

Logo depois, momentos antes do apito inicial, todos os atletas do Alviceleste e também os do Coxa se ajoelharam no gramado e ergueram o punho, um símbolo mundial antirracista.

Jogadores de Londrina e Coritiba contra o racismo
Todos os jogadores dos dois times apoiaram o protesto.| Divulgação/Coritiba

Os protestos vieram após mais um caso de racismo contra o meia Celsinho, do Londrina, o terceiro só nesta Série B. O último foi no último sábado (28), no empate em 0 a 0 com o Brusque, quando um dirigente do time catarinense ofendeu o atleta.

Celsinho, inclusive, marcou um dos gols do Londrina diante do Alviverde. Na comemoração, mais uma vez ele se ajoelhou e ergueu o punho, para reforçar o protesto.

Celsinho comemora gol do Londrina com protesto contra o racismo
Celsinho comemorou o gol com gesto contra o racismo.| Ricardo Chicarelli/Londrina EC
Participe da conversa!
0