O atacante Ricardo Oliveira marcou seu segundo gol pelo Coritiba na derrota para o Atlético-GO, nessa quinta-feira (25), na despedida do clube do Brasileirão. Também pode ser o último.

Apesar de ter contrato até 30 de maio, após o fim do Paranaense, o veterano não está nos planos do Coxa para a temporada 2021. Segundo apurou o UmDois Esportes, a diretoria apenas aguardava o término da Série A para conversar com o atleta sobre um acordo para rescindir o contrato.

O camisa 9, que tem 40 anos de idade, recebe o teto salarial do clube. Com o rebaixamento à Segundona, sua permanência comprometeria cerca de 10% da folha de pagamento pelos próximos três meses.

Em entrevista no início do mês, no entanto, Ricardo Oliveira havia deixado claro que sua intenção era permanecer, mas não descartava acertar saída caso o clube queria encerrar o vínculo.

"Obviamente que quando assinamos um contrato, estamos pensando em cumprir. A não ser que a direção do clube pense diferente. Na minha cabeça está poder terminar o Campeonato Brasileiro com o Coritiba. Depois, não sei o pensamento da diretoria, mas o meu é cumprir meu contrato conforme foi firmado quando vim", afirmou.

Participe da conversa!
0