O Coritiba defende um longo tabu diante da "pedreira" Palmeiras. O Coxa não perde para o clube paulista como mandante pelo Brasileirão há mais de 32 anos.

São nove vitórias do clube paranaense e cinco empates nos últimos 14 jogos entre eles na capital paranaense. Porém, o duelo deste domingo (12), às 18h, talvez seja o principal desafio do Coritiba no histórico contra a equipe paulista.

O Palmeiras vive um dos melhores momentos da sua história, com as conquistas, por exemplo, da Libertadores de 2020 e 2021 e da Recopa Sul-Americana de 2021.

Além disso, os comandados de Abel Ferreira têm o melhor ataque (17 gols marcados) e a melhor defesa (cinco gols sofridos) do Brasileirão, além de não perder há 16 partidas (contando Copa do Brasil e Libertadores).

+ Classificação do Campeonato Brasileiro

O Coritiba perdeu para o Palmeiras em casa e pelo Brasileirão em 1989. Na ocasião, Chicão anotou o gol dos mandantes, mas Paulinho Carioca, Bandeira e Gaúcho garantiram a vitória dos paulistas.

Depois, o Palmeiras ganhou mais uma vez no Couto Pereira, mas pela Copa do Brasil - por 1 a 0, pelas oitavas de final.

De lá para cá, o Coritiba nunca mais perdeu. Em 2001, por exemplo, o Coxa goleou por 4 a 1 pelo Brasileirão. Em 2011, o clube paranaense conquistou uma de suas vitórias mais marcantes, o 6 a 0, mas pela Copa do Brasil. No último encontro, o Coritiba ganhou por 1 a 0, com gol de Jonathan, em 2021 (pela Série A de 2020).

Além do histórico favorável diante do Palmeiras, o Coritiba defende uma invencibilidade dentro do Couto pelo Brasileirão de 2022. São cinco jogos no estádio até agora, com quatro vitórias e um empate. Isso representa 86% de aproveitamento e garante o Coxa como o melhor mandante da competição.

Coritiba tem desfalques contra o Palmeiras

Para defender o tabu diante do Palmeiras e seguir invicto como mandante no Brasileirão de 2022, o Coritiba terá que superar uma lista de desfalques: o goleiro Alex Muralha, os laterais-direitos Matheus Alexandre e Warley, o lateral-esquerdo Egídio, os volantes Val, Andrey e Willian Farias e o atacante Léo Gamalho.

Assim, a provável escalação tem Rafael William; Natanael, Henrique, Luciano Castán e Guilherme Biro; Bernardo, Robinho (Matías Galarza) e Thonny Anderson; Igor Paixão, Alef Manga e Adrián Martínez.

Já o Palmeiras de Abel Ferreira não terá o zagueiro Gustavo Gómez (com a seleção paraguaia) e o meia Raphael Veiga (machucado). Assim, a equipe paulista deve entrar em campo com Weverton; Marcos Rocha, Luan, Murilo e Piquerez; Danilo, Zé Rafael e Gustavo Scarpa; Dudu, Gabriel Veron e Rony.

Participe da conversa!
0