O Coritiba frustrou os 33 mil torcedores que foram neste domingo (21) ao Couto Pereira se despedir do time na temporada. Com uma derrota para o CSA por 1 a 0, pela 37ª rodada da Série B, o Coxa, que já tinha garantido o acesso, perdeu a esperança de ser campeão. O Botafogo derrotou o já rebaixado Brasil de Pelotas e ficou com o título da Segundona, com uma rodada ainda em disputa.

Com festa nas arquibancadas, a torcida bateu o recorde da Série B na temporada. Cada sócio pôde levar até dois convidados de graça. Ao todo 33.595 torcedores (32.506 pagantes) apoiaram, sofreram com o time, e deixaram o Couto com um gostinho amargo.

Veja a classificação da Série B

Da recepção do time ao início do jogo, com o tradicional Green Hell, a torcida do Coritiba deu show e coloriu o Alto da Glória com fumaça verde. O dia ensolarado em Curitiba contribuiu para que a festa de comemoração oficial do acesso ficasse completa.

As ruas em volta do estádio estavam lotadas da massa coxa-branca, que, dentro do Couto, não deixou de apoiar nenhum minuto e de reagir a cada lance marcado contra o Coritiba. Ao apito final, uma mistura de sentimentos. Alguns torcedores aplaudiram o time, enquanto outros soltaram vaias pela derrota e perda do título.

Follador é homenageado antes da partida

Familiares de Follador | Felipe Rosa/Foto Digital/UmDois Esportes
Familiares de Follador | Felipe Rosa/Foto Digital/UmDois Esportes

A família de Renato Follador, ex-presidente do Coxa, que acabou falecendo por complicações da Covid-19, esteve presente no Couto Pereira. Os familiares deram uma volta no gramado e puderam sentir o calor vindo das arquibancadas, com aplausos e gritos em homenagem ao eterno presidente. Follador também está presente no estádio. Durante toda a partida, sua imagem fica no telão do Couto Pereira.

Coritiba frustra torcida com atuação

O Coxa não teve uma grande atuação. No primeiro tempo, em um lance dentro da área, Rafinha foi derrubado dentro da área, mas o árbitro Marielson Alves Silva (BA) não marcou pênalti. O VAR entrou em ação e a penalidade não foi marcada porque o jogador alviverde pisou no pé do defensor antes de ser derrubado, descaracterizando a falta.

Já na etapa, Val quase fez um golaço de fora da área com uma bomba no travessão. Mas o balde de água fria veio aos 22 minutos do segundo tempo. O zagueiro Wellington aproveitou o escanteio e fez o gol de cabeça. A partir daí, o Coxa se lançou ao ataque, mas não conseguiu furar a defesa adversária.

Participe da conversa!
0