Vice-líder da Série B, com 25 pontos, o Coritiba, apesar de vir de uma derrota para o Operário, vive um bom momento na competição. Muito por conta da defesa, que é a terceira melhor da competição.

Até aqui, o Coxa sofreu apenas nove gols, mais somente que Goiás (sete) e o líder Náutico (oito). Em 13 partidas, a zaga alviverde passou intacta em seis oportunidades. Além disso, só foi vazado mais de uma vez em duas rodadas, na derrota por 2 a 0 para o Botafogo, quando houve um pênalti bem polêmico, e na vitória por 3 a 2 sobre o Sampaio Corrêa, quando levou o segundo gol no último lance, de pênalti.

+ Confira a classificação completa da Série B e os próximos jogos do Coritiba

No período de dez jogos sem perder na segunda divisão, o Coritiba contou muito com o setor defensivo. Das seis vitórias, cinco foram por um gol de diferença, sendo três por 1 a 0.

Números que refletem o bom desempenho, principalmente da dupla Henrique e Luciano Castán. Os dois jogaram juntos os dez últimos confrontos e, com eles, o Coxa levou apenas seis gols. Antes, eram três gols em três partidas.

Defesa em alta, ataque em baixa

Se a defesa se ajustou na Série B, por outro lado o ataque do Coritiba ainda não engrenou. Apesar de contar com Léo Gamalho, que já balançou as redes seis vezes, o setor ofensivo pouco aproveita as oportunidades.

Foram 15 gols marcados, o nono melhor da competição, atrás até do Cruzeiro, que está na zona de rebaixamento. Dos dez primeiros, está ao lado do Sampaio Corrêa e só marcou mais que Operário (13) e Goiás (14).

Léo Gamalho, do Coritiba, em ação contra a defesa do Vasco
Léo Gamalho marcou mais de um terço dos gols do Coritiba na Série B.| Albari Rosa/Foto Digital/UmDois Esportes

Em 13 jogos, marcou mais de uma vez em quatro oportunidades, mas em outras três passou em branco, o que acarretou nas duas derrotas até aqui.

Algo que pode se definir também na concentração de jogadas. A bola passa constantemente por Léo Gamalho, que é a referência lá na frente.

Tanto que o camisa 9 marcou mais de um terço dos gols do Coritiba na Série B, seguido por Waguininho, que tem três. Os outros seis gols estão distribuídos por três jogadores (Igor Paixão e Val com dois e Luciano Castán com um), além de um contra.

Participe da conversa!
0