Com o fim da temporada, o Coritiba já está planejando o calendário de 2022. Sem o título da Série B, o Coxa terá um calendário um pouco mais apertado, tendo que disputar as duas primeiras fases da Copa do Brasil, o que vai interferir diretamente na disputa do Campeonato Paranaense.

O Estadual, que terá o mesmo regulamento dos últimos dois anos, começa no dia 23 de janeiro, aproximadamente dois meses após o Alviverde encerrar a atual temporada.

Por isso, o primeiro mês do ano será utilizado para uma pré-temporada mais elaborada, ainda sem local definido, enquanto os jogadores da base e aqueles que pouco foram aproveitados pelo técnico Gustavo Morínigo em 2021 disputam a competição local.

Confira a tabela do Paranaense 2022

"Em 2022 os jogadores da base terão suas oportunidades no decorrer do Campeonato Paranaense, assim como os que tiveram menos oportunidades em 2021, para serem observados. O elenco que foi montado, a categoria de base que temos, nos dá robustez para fazer um excelente Campeonato Paranaense", explicou o vice-presidente Mauricio Gulin.

Assim, a tendência é que parte do elenco que conquistou a Copa do Brasil sub-20, como os zagueiros Thalisson Gabriel e Márcio Silva, o lateral-esquerdo Angelo, os meias Bernardo e Biel e o atacante Luizão, sejam mais utilizados. Alguns já atuaram pela Série B ou foram relacionados, mas ainda não tiveram tantas oportunidades.

No entanto, não significa que o Coritiba jogará o torneio apenas com uma espécie de equipe alternativa. Justamente por conta da perda do título da Série B, a tendência é que o elenco principal também seja aproveitado, até para ganhar ritmo de jogo antes de estrear na Copa do Brasil e dar uma maior experiência aos mais jovens.

Além disso, o fato de poder inscrever apenas 35 jogadores no Estadual fez com que a diretoria, após reunião na última terça-feira (23), optasse por utilizar mais os remanescentes do acesso, além dos reforços que chegarão para a próxima temporada.

Participe da conversa!
0