Mercado da bola

Lucumi, Ortega, Filigrana… As apostas do Coxa em sul-americanos “alternativos”

Bryan Lucumi em ação pelo Coxa no Brasileirão
Bryan Lucumi em ação pelo Coxa no Brasileirão| Foto: Albari Rosa/Foto Digital/UmDois
  • Por André Frehse Ribas
  • 08/12/2020 10:38

A gestão Samir Namur, em três anos no comando do Coritiba, tentou buscar no mercado sul-americano uma alternativa para reforçar o elenco, apostando em atletas de países vizinhos em sua maioria desconhecidos dos brasileiros.

O mais recente caso é o do atacante Bryan Lucumi, que estava na segunda divisão do futebol da Colômbia. Reforço "alternativo", o jogador de 26 anos já acumula três jogos pelo Coxa na Série A.

Confira a classificação do Brasileirão 2020

Mas a estratégia não é novidade no Coritiba. Nos últimos anos, as diretorias tem mergulhado nas divisões inferiores da América do Sul, e até nas categorias de base, para buscar reforços. A taxa de acerto, entretanto, foi mínima.

Atualmente, o elenco Alviverde conta com quatro jogadores de países vizinhos: Bryan, Ramón Martínez, Sarrafiore e Cerutti. Três por empréstimos até o final do Brasileirão e apenas um, o próprio Brayan, em definitivo.

Relembre reforços gringos que não deixaram saudades no Coritiba

1-  Arancíbia

Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo
Foto: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

O atacante Francisco Arancíbia é um dos que encabeçam a lista. Contratado no ano passado, por empréstimo, para a disputa da Série B, o chileno disputou cinco jogos, sempre entrando do banco de reservas. Ele deixou o clube sem nenhum gol marcado e uma atuação pelo time sub-23.

Ao deixar o clube, Arancibia acumulou uma curta passagem pelo São Bento, de Piracicaba, onde entrou em campo apenas duas vezes, antes de voltar ao modesto O'Higgins, no país natal.

2 - Fabrício Alvarenga

 Foto: Daniel Malucelli/Gazeta do Povo<br />
Foto: Daniel Malucelli/Gazeta do Povo

O atacante argentino chegou ao Coritiba em 2018, emprestado pelo Véles Sarsfield, da Argentina, com direito de compra. Apesar de ter vindo de um clube tradicional argentino, no disputou apenas cinco jogos no Coxa, sem marcar nenhum gol. Depois, foi rebaixado para a equipe sub-23, onde atuou em seis partidas.

Hoje o atacante atua pelo Olimpik Donetsk, da Ucrânia. Em sete jogos, Alvarenga ainda não balançou as redes nenhuma vez. Seu último gol aconteceu no dia 15 de março, quando ainda defendia o Desportivo Morón, da segunda divisão do futebol argentino.

3 - Filigrana

Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo<br />
Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

O atacante colombiano Yílmar Filigrana, atualmente com 30 anos, defendeu o clube em 2016, vindo do Quindío, time da segunda divisão da Colômbia. No Coxa, disputou 16 jogos e viveu seu auge na partida contra o São Paulo, com 53 mil torcedores no Morumbi, quando marcou o gol que deu a vitória ao Alviverde, por 2 a 1.

Segundo o site Ogol, o atacante retornou ao seu antigo clube, o Quindío, mas vem tendo pouco espaço nos últimos anos. De 2019 para cá, Filgrana não entrou em campo.

4 -  Jorge Ortega

Foto : Henry Milleo/Gazeta do Povo
Foto : Henry Milleo/Gazeta do Povo

Contratado como uma das principais apostas de Rogério Bacellar em 2016, o paraguaio Jorge Ortega fechou com o Coritiba após fazer uma boa Sul-Americana no ano anterior, em 2015. Na ocasião marcou o gol que eliminou o Athletico, fato que gerou uma cutucada do atacante em sua apresentação.

Mas, em campo, Ortega decepcionou. Foram 16 jogos e apenas um gol marcado no Brasileirão daquele ano. Depois de deixar o clube, teve boas passagens pelo futebol chileno e do Paraguai. Hoje, voltou ao Sportivo Luqueño, do país natal.

5 - Raúl Iberbia

Foto: Bruno Covello / Arquivo Gazeta do Povo
Foto: Bruno Covello / Arquivo Gazeta do Povo

Vindo do Estudiantes, da Argentina, o lateral-esquerdo Raúl Iberbia foi mais um que se aventurou no futebol paranaense. Em um ano de contrato por empréstimo, o argentino atuou seis vezes, cinco como titular, sem nenhum grande destaque. Aos 30 anos, Iberbia está no San Martín san Juan, da Argentina, mas ainda não atuou neste ano.

6 -  Raul Ruidíaz

Foto: HUGO HARADA/Gazeta do Povo
Foto: HUGO HARADA/Gazeta do Povo

O peruano Raul Ruidíaz, conhecido como “El Puga”, é um dos nomes mais folclóricos da lista. Com 22 anos na época, Ruidíaz fechou com o Coritiba em 2012, com um contrato de três anos e uma grande expectativa por parte da torcida.

O atacante não vingou no Coxa. Ruidíaz teve problemas de adaptação e atuou apenas 12 vezes, sem marcar gol. Foi emprestado ao Universitario, do Peru, onde apresentou bom desempenho, mas seu vínculo com o Coritiba não foi renovado.

O jogador, entretanto, daria a volta por cima na carreira, virando presença assídua na seleção de seu país. A lista alviverde ainda conta com nomes como os paraguaios Bareiro e Benítez, o argentino Cerutti, entre outros.

Participe da conversa!
0

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.