Para quem começa a jogar poker com uma certa regularidade, muitas vezes é difícil entender que na maioria das vezes o jogador não vai ganhar um centavo e só vai perder. Isto gera uma desconfiança sobre as habilidades de quem está jogando ou se realmente este não é um jogo só de sorte. Porém é possível garantir que essa situação é normal e que realmente o poker, a longo prazo, não é um jogo de azar.

Siga o Resenha do Poker no Facebook

Todos os jogadores, até os mais vitoriosos do mundo, têm mais dias de derrota do que de vitórias. Resultado da variância do jogo. Mas como é possível então alguns profissionais viverem de poker? O segredo está em saber que é assim mesmo que funciona e continuar buscando as melhores decisões porque, no longo prazo, o lucro vem.

Quando o bom jogador ganha ele compensa- e muito- as vezes que perdeu. Utilizando um exemplo grosseiro, imagine que ele jogue um torneio de R$ 1 por dia. É possível e até normal perder dez dias seguidos ou mais. Porém, no 11º, quando ele ganha, fica com R$ 30 por exemplo. Ou seja, ele perdeu dez dias e ganhou só um. Mas, mesmo assim, teve lucro.

Por causa dessa variância é necessário fazer volume e jogar muitos torneios para que, se as melhores jogadas realmente estiverem sendo feitas, o resultado venha. Esta lição, que é difícil de entender para os mais leigos ou iniciantes, foi um dos tópicos abordados nesta semana na Poker Lab Experience, uma série de ótimos vídeos que já tínhamos recomendado por aqui. Detalhe: Eles só ficam no ar até domingo (6). Vale a pena dar uma olhada.

Novidades

Quer receber antes de todo mundo as novidades do Resenha do Poker? Sugestões de matérias, críticas? Mande um e-mail para robsonm@gazetadopovo.com.br

LEIA MAIS:
Torneio de poker com R$ 100 mil garantido agita Curitiba e Ponta Grossa
Evento de poker que já deu R$ 3,7 milhões a curitibano será pela 1ª vez no Brasil
De novo? Curitibano ganha R$ 150 mil em torneio de poker
Campeão mundial de poker paga R$ 12 milhões em impostos
Aprenda a jogar poker em menos de três minutos

Participe da conversa!
0