Em um intervalo de apenas sete minutos o Flamengo fez três gols no Fortaleza e definiu a vitória de sábado (09), no Castelão, na capital do Ceará. A partida marcou ainda mais uma característica que os rubro-negros recuperaram sob o comando de Renato Gaúcho Portaluppi, a capacidade de definir partidas assinalando os tentos em pequenos períodos, e vencendo, consequentemente.

Foi o décimo (lista abaixo) compromisso da equipe sob o comando do treinador em que os jogadores do campeão brasileiro conseguiram aproveitar a natural instabilidade do adversário depois de levar um tento (de Pedro) e marcaram mais, no caso, outros dois gols, ambos por intermédio de Michael. Importante: ate então, o pequeno, e veloz, atacante fazia uma péssima partida, errando praticamente tudo.

Uma característica relevante que lembra o time comandado pelo português Jorge Jesus, em 2019. Algo que não era tão comum nos tempos de Domènec Torrent e Rogério Ceni. E no caso específico do jogo de sábado, com apenas quatro titulares em ação: Rodrigo Caio, Willian Arão, Andreas Pereira e Filipe Luís.

Gols do Flamengo em intervalos pequenos:

Flamengo 5 x 1 São Paulo - 3 gols em 7 minutos
Flamengo 6 x 0 ABC - 4 gols em 18 minutos
Corinthians 1 x 3 Flamengo - 2 gols em 4 minutos
Olimpia 1 x 4 Flamengo - 2 gols em 7 minutos
Flamengo 5 x 1 Olimpia - 2 gols em 6 minutos
Grêmio 0 x 4 Flamengo - 3 gols em 12 minutos
Santos 0 x 4 Flamengo - 3 gols em 13 minutos
Flamengo 2 x 0 Grêmio - 2 gols em 8 minutos
Flamengo 3 x 0 Athletico - 2 gols em 5 minutos
Fortaleza 0 x 3 Flamengo - 3 gols em 7 minutos

Petraglia diz não à torcida visitante

Foram 584 dias de afastamento, mas finalmente, após muita polêmica e discussão, a torcida do Athletico retornou à Arena da Baixada. Ingressos, como sempre, caros e necessidade de teste de PCR, um custo extra, devem explicar a presença de apenas 3.340 pessoas, que geraram uma arrecadação de R$ 67.830.

Petraglia, presidente do Athletico
Petraglia não quer saber de torcida visitante na Arena.| Albari Rosa/Foto Digital/UmDois Esportes

Diante disso, seria interessante o Furacão abrir o setor de visitantes em jogos próximos, para atrair mais gente ao seu estádio e ampliar o faturamento? Fizemos a pergunta ao presidente atleticano, Mário Celso Petraglia:

- Presidente, com a volta do público aos jogos do Athletico há previsão de torcida visitante?

- Não! Nenhuma! - respondeu o mandatário.

Fluminense, Flamengo (duas vezes, uma pelo Brasileiro e outra em jogo da Copa do Brasil) e Santos serão os próximos adversários do Athletico em Curitiba.

Participe da conversa!
0