Não é nenhuma surpresa que o mundial de League of Legends, o Worlds 2021, está sendo dominado por times da região asiática. Afinal, dos dez campeonatos disputados até aqui, apenas um foi vencido por um time que não pertence a esse continente: Fnatic, da Europa, em 2011 - ano do primeiro torneio quando apenas dois entre os oito times eram da Ásia. Porém, esse ano a diferença de qualidade entre as equipes do Oriente sobre as equipes do Ocidente está muito acima do esperado.

Geralmente na fase de grupos nós vemos alguns upsets (a famosa zebra), quando um time americano ou europeu vence de um candidato ao título. Com uma certa frequência, vemos até um ou dois deles passarem de fase para as quartas de final. Já vimos até a Fnatic voltar a uma final de mundial, em 2018 (quando foi derrotada pela Invictus Gaming, da China), e a G2 Esports, na sequência, novamente realizar uma final entre Europa e China, dessa vez sendo derrotada pela FunPlus Phoenix.

Até agora, após o término do primeiro turno da fase de grupos, o que se viu foram os times asiáticos quase 100% contra times da Europa e América do Norte. Se descontarmos a Detonation Focus Me, que é do Japão, país com menor tradição no Lol e que ainda se classificou através do Torneio de Entrada, a diferença fica ainda maior.

Mesmo a Coreia do Sul tendo um dia péssimo na segunda rodada, onde três dos quatro times perderam, não foi o suficiente para segurar a força de suas equipes. Até porque, duas dessas três derrotas foram para outros times asiáticos. No momento, apenas uma das equipes coreanas, a Hanwha Life Esports, que também veio do Torneio de Entrada, encontra-se fora da zona de classificação para a próxima fase. Parece que nem a mudança de local do mundial, que saiu da China para a Europa em caráter emergencial, tem ajudado as equipes do ocidente.

Até o momento, apenas um time demonstra alguma força para tentar tirar o domínio da Ásia. A Mad Lions, atual campeã europeia, já “roubou” um jogo da Gen.G, sul-coreana que lidera o grupo D. Talvez eles sejam o time mais próximo de desbancar o domínio dos times asiáticos. Mas, para isso, precisará não perder novamente para os americanos da Team Liquid e novamente derrubar alguém do Oriente, seja a Gen.G, pela segunda vez, ou os chineses da LNG Esports (que é o único participante classificado pelo Torneio de Entrada que aparece na zona de classificação).

Participe da conversa!
0