O treinador Rafael "Baratinha" foi solto na última segunda-feira, após ter sido preso por estuprar uma de suas alunas, nos Estados Unidos. A Justiça americana deixou que o brasileiro responda ao crime em liberdade.

Tudo sobre o mundo das lutas

De acordo com o juiz Charles Brown, a decisão ocorreu pelo técnico "não apresentar antecedentes criminais e risco à comunidade". Baratinha será monitorado e não poderá ter contato com a vítima até que o seu julgamento seja encerrado.

Responsável pela equipe "Gracie Barra Novo México", Rafael Barata é treinador de algumas estrelas do UFC, como as americanas Holly Holm e Michelle Waterson.

Participe da conversa!
0