O ex-lutador do UFC, Maiquel Falcão, foi morto a facadas no último domingo, em Pelotas, no Rio Grande do Sul. De acordo com o jornal "Diário Popular", o atleta foi encontrado em frente a uma distribuidora de bebidas, ainda com vida, e com dois ferimentos no abdômen.

O lutador foi encaminhado a um Pronto Socorro da cidade, mas não resistiu aos ferimentos. Ao Uol Esporte, a filha do atleta, Maikele Falcão, comentou que o seu pai foi morto ao tentar separar uma briga.

A filha de Maiquel revelou ainda que o pai havia entrado em depressão durante a pandemia, após ter ficado sem emprego. "Após perder os empregos nas grandes organizações, ele entrou em depressão. Começou a se desleixar, não queria mais treinar e se afundava cada vez mais. Durante a pandemia, ele ficou no último da depressão", disse. Maiquel tinha 40 anos.

Maiquel Falcão teve passado conturbado

Maiquel Falcão fez apenas uma luta no UFC e acabou sendo demitido pela organização em 2011, após o evento descobrir que o atleta havia sido acusado de agredir uma mulher em 2002.

Em 2013, o atleta havia se envolvido em uma briga generalizada em um posto em Balneário Camboriú. Na ocasião, Falcão chegou a ficar desacordado.

Participe da conversa!
0