Foto de perfil de Cristian Toledo

Cristian Toledo

Ver mais
Análise

Bragantino x Athletico: três pontos importantíssimos pro Furacão

Bragantino x Athletico
Renato Kayzer prepara o chute que vai decidir Bragantino x Athletico.| Foto: Victor Monteiro/Estadão Conteúdo
  • PorCristian Toledo
  • 20/12/2020 18:03

Bragantino x Athletico marcou o momento que vivemos no Campeonato Brasileiro. Por mais que o ideal seja jogar bem e vencer, o que vale agora é só a segunda parte. O Furacão jogou se defendendo praticamente os 105 minutos do confronto no Nabi Abi Chedid, mas foi eficiente na frente e venceu por 1x0, um triunfo pra lá de fundamental na luta para ficar longe da ZR.

O resultado deixa o Athletico com quatro posições de vantagem para a área da degola do Brasileirão e encerra o jejum de cinco partidas. Mais que tudo, abre com vitória uma série de partidas que podem dar o sossego que o Furacão procura para encerrar esta temporada.

As escalações

O Athletico mudava o mínimo possível. No final das contas, a volta de Thiago Heleno supria a ausência de Pedro Henrique na zaga, ficando José Ivaldo entre os titulares. Haveria uma sobreposição de estilo, pois tanto o General quando Zé Ivaldo são mais de força, mas o reserva justificava a escalação pelo bom semestre - mesmo na derrota para o Atlético-MG ele rendeu bem.

Na lateral-direita, enfim Khellven jogaria. Sem Erick por um bom tempo, Paulo Autuori colocava um jogador de ofício na vaga que normalmente seria de Jonathan, mas que na prática não é pela sequência de lesões nos últimos dois anos. Titular na conquista da Copa do Brasil, Khellven teria a chance de engatar uma sequência. Pelo talento que tem, não poderia desperdiçar essa oportunidade. Mas ele teria trabalho, porque o Bragantino é um time que abusa das jogadas de velocidade.

Bragantino x Athletico: o jogo

Desenhado no 4-4-2 que Autuori usou nas últimas partidas, o Furacão tinha uma troca importante - Carlos Eduardo atuava à direita, enquanto Léo Cittadini ficava dessa vez pela esquerda. O plano era explorar Cadu em cima de Edimar nas saídas em velocidade. Isto porque era o Braga que tomava a iniciativa do jogo, colocando todo o Rubro-Negro no seu campo de defesa.

A estratégia de contragolpe estava certa, mas o espaço não aparecia muitas vezes. Mas os donos da casa também erravam bastante. Por sinal, o que se via de passe errado não tava no gibi. E quando o chute longo de Thiago Heleno chegou em Renato Kayzer depois da trapalhada de Léo Ortiz, Bragantino x Athletico tinha vantagem rubro-negra.

O Massa Bruta não estava acertando quase nada - isto porque seus dois principais jogadores, Claudinho e Artur, estavam muito mal. Bem organizado defensivamente, o Furacão conseguia bloquear as iniciativas dos donos da casa. Usando os termos que o treinador atleticano adora, o time era eficiente e eficaz.

Segundo tempo

O Bragantino voltou do intervalo mais agressivo. Mas incorria nos mesmos erros da etapa inicial - a ponto de, quando Ytalo ficou na cara do gol, ele em vez de chutar deu um passo a mais, o suficiente para Khellven salvar o Athletico. Os donos da casa mudaram todo o sistema ofensivo para tentar pressionar o Furacão, mas ainda não acontecera um risco daqueles para Santos.

A dificuldade do Braga em atacar contrastava com as poucas e perigosíssimas investidas rubro-negras. Na primeira vez que foi ao ataque no segundo tempo, já aos 18 minutos, Carlos Eduardo ganhou de Edimar e cruzou para Kayzer, que acertou a trave. Só que o tempo foi passando e o Massa Bruta montou acampamento dentro da área atleticana.

Era a pressão que seguiria até o final da partida. O Athletico se fechou ainda mais, tentou segurar a bola com as entradas de Walter e Lucho González e manteve um resultado importantíssimo. Da forma que a rodada do Brasileirão andou, os três pontos foram decisivos para manter o Furacão afastado da zona de rebaixamento. Mas a luta continua.

Participe da conversa!
0

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.