Confira as notas do Athletico no empate em 1x1 com o River Plate, nesta terça-feira (24), na Arena da Baixada, pela ida das oitavas de final da Copa Libertadores.

Athletico

Bento: Uma estreia de gente grande. Não teve culpa no gol - 7.

Erick: Em um time que correu o tempo inteiro, novamente foi o que mais se dedicou - 7.

Pedro Henrique: Sem o brilho do companheiro de zaga, teve boa atuação - 7.

Thiago Heleno: O melhor em campo. Um monstro no desarme e no suporte ao time - 8,5.

João Victor: O menino lutou muito e conseguiu equilibrar o duelo individual com Sosa - 6,5. Saiu para a entrada de Felipe Aguilar, que segue irregular - 5.

Wellington: Não conseguiu parar Nacho Fernández - 5.

Richard: Sofreu muito na marcação, especialmente no primeiro tempo. Na etapa final, foi até o limite físico - 6. Lucho González entrou e já não teve o mesmo fôlego - 5.

Léo Cittadini: Compensou a dificuldade em campo com uma luta fora do comum. Até perdeu um pedaço do dente - 6,5.

Carlos Eduardo: Ainda não estava 100%, mas foi para o sacrifício - 5,5. Walter o substituiu e é, de longe, o melhor atacante do Athletico. Decisivo no gol - 7,5.

Reinaldo: Dedicado à marcação, acabou expulso e saiu frustrado - 5.

Renato Kayzer: Foi mais um marcador que um atacante - 5. Guilherme Bissoli entrou em seu lugar e voltou a brilhar, fazendo o gol rubro-negro - 7.

Paulo Autuori: Teve uma boa leitura no intervalo, mudando o estilo ofensivo da equipe. Tem sua parcela em manter o confronto aberto - 7.

River Plate

Tecnicamente superior ao Athletico, achou que iria vencer sem se esforçar. Mesmo melhor em campo, pressionou pouco e não criou tantas chances como a posse de bola pode apontar. De La Cruz foi o melhor e injustamente tirado do jogo por Marcelo Gallardo.

Participe da conversa!
0