colunas e Blogs
Carneiro Neto
Carneiro Neto

Carneiro Neto

Carneiro Neto

Futebol ameaçado pela politização do coronavírus no Brasil

Por
Carneiro Neto
29/05/2020 14:35 - Atualizado: 29/09/2023 23:14
A politização do coronavírus atrapalha o país e também o retorno do futebol
A politização do coronavírus atrapalha o país e também o retorno do futebol | Foto: Albari Rosa/Arquivo/Gazeta do Povo

A bola voltou a rolar na Alemanha, dentro de protocolos bem formalizados e com todas as cautelas para não prejudicar a saúde dos jogadores em meio à terrível praga do coronavírus.

No Brasil, entretanto, observa-se um grande debate entre heterodoxia e ortodoxia, misturando saúde pública com economia.

De um lado o Governo Federal, que adota postura heterodoxa em oposição às rígidas normas e padrões estabelecidos pela ciência no combate a pandemia. Entendem as autoridades federais que não se pode prejudicar a economia do país por causa do problema sanitário.

De outro lado, os Governos Estaduais se mostram ortodoxos, numa espécie de dogmatismo religioso de todas as ações no combate à peste, mesmo com o afundamento da economia em geral.

Situação difícil de ser resolvida, até porque só ao final dessa dramática experiência global se poderá promover uma avaliação justa e precisa da situação.

A medicina apanha diariamente e faz o que está ao seu alcance, mas a politização não ajuda em nada o processo. É bom lembrar que saúde e economia são coisas completamente diferentes.

Saúde é tudo, pois mexe com o maior bem da humanidade que é, em última analise, a própria vida.

Entretanto, a comunidade econômica internacional é predominantemente “mainstream” – palavra usada para designar uma metodologia de pesquisa que envolve provar teorias com uso da matemática.

De esquerda ou de direita, economistas de universidades de ponta de todo o mundo seguem esses passos.

Então, no caso presente, temos de um lado aqueles que defendem o menor risco para a população durante a pandemia e aqueles que preferem diminuir a rigidez da quarentena para que a economia volte a funcionar.

Mas não precisava haver tanto bate boca e tanto desgaste político em meio ao maior drama coletivo experimentado pela sociedade brasileira desde o colapso da Gripe Espanhola em 1918.

O populismo tem atrapalhado e a pesporrência de alguns políticos tem deixado o povo atônito.

O noticiário diário no rádio e na televisão transformou-se em tiroteio verbal entre os Três Poderes da Nação. Impressionante o que nos é dito e mostrado diariamente em meio ao drama da saúde universal.

Diante disso, não há nenhuma perspectiva para a volta do futebol em nosso país. Talvez, se a Conmebol conseguir criar protocolos e meios para reiniciar a Copa Libertadores da América e Copa Sul-Americana em setembro, a CBF siga os passos.

Entretanto, como o Brasil é um país continental, completamente diferente de todos os outros neste canto do planeta, os campeonatos estaduais poderiam voltar na região Sul, onde a pandemia está sob controle.

Mas não há prognóstico, pois o futebol continua ameaçado pela politização do coronavírus.

Veja também:
Copa do Brasil: sorteio define confrontos da terceira fase
Copa do Brasil: sorteio define confrontos da terceira fase
Quem pega quem? Assista ao sorteio da Copa do Brasil AO VIVO
Quem pega quem? Assista ao sorteio da Copa do Brasil AO VIVO
Paraná vai encarar rivais com novas SAFs de ex-Coritiba, cantor e pentacampeão
Paraná vai encarar rivais com novas SAFs de ex-Coritiba, cantor e pentacampeão
Coritiba só venceu a Ponte Preta em Campinas uma vez há quase 20 anos
Coritiba só venceu a Ponte Preta em Campinas uma vez há quase 20 anos
participe da conversa
compartilhe
Encontrou algo errado na matéria?
Avise-nos
+ Notícias sobre Carneiro Neto
Grêmio será o primeiro teste efetivamente de peso para Cuca no Athletico
Opinião

Grêmio será o primeiro teste efetivamente de peso para Cuca no Athletico

Cuca transformou o Athletico em um time sério e muito competitivo
Opinião

Cuca transformou o Athletico em um time sério e muito competitivo

Athletico provocou o discreto olhar da burguesia esportiva
Opinião

Athletico provocou o discreto olhar da burguesia esportiva