A dupla Atletiba venceu na rodada da Copa do Brasil, mas os dois treinadores enxergaram problemas em suas equipes.

Claro que valorizaram os resultados de vitória e enalteceram os pontos positivos, mas não perderam de vista os desafios que Coritiba e Athletico terão que enfrentar no curso desta temporada.

Fábio Carille e Gustavo Morínigo são profissionais experientes, testados e que não se empolgam com pouca coisa.

Não são os técnicos que entram no clima de otimismo exagerado mais apropriado para dirigentes amadores e, sobretudo, torcedores que, em última análise, são os únicos que podem e devem aproveitar os resultados positivos. Independentemente de qualquer tipo de avaliação conceitual do rendimento do grupo.

Cabe aos profissionais muito bem pagos promover o exame detalhado dos prós e os contras de cada partida.

Já que não se pode mudar a realidade do futebol, que se procure mudar os olhos com que lhe vemos. Carille e Morínigo sabem fazer a leitura dos jogos.

O paraguaio não se furtou a lamentar as oportunidades de gol desperdiçadas pelos seus comandados no triunfo de 1 a 0 sobre o Santos. Poderia ter sido um placar mais elástico, talvez até mesmo antecipando a classificação do Coritiba para a próxima fase do torneio.

Como o goleiro santista cumpriu atuação exemplar, evitando pelo menos três gols certos, o caminho é tentar manter a atitude no jogo de volta, daqui a alguns dias na Vila Belmiro.

+ Confira a tabela do Brasileirão da Série A

Mas o Coxa já tem o Atlético Mineiro, em mais um teste importante na Srie A do Campeonato Brasileiro. E não dá para repetir a timidez coletiva e as falhas individuais cometidas na derrota para o Santos, domingo passado pela manhã.

Será fundamental encarar o Galo com confiança e determinação, mesmo reconhecendo a superioridade técnica do adversário.

Carille identificou deficiências defensivas, tanto nas alas quanto no miolo da zaga. Khelven anda desperdiçando boas chances para se tornar titular na direita e Pedrinho foi tão confuso como Abner no lado esquerdo.

O meio de campo atleticano segue alternando procedimentos corretos e equivocados. Claro que não dá para levar em consideração os cinco gols assinalados sobre o primário time do Tocantinópolis.

Depois de ser goleado pelo irregular São Paulo e de ter caído novamente diante do Galo na Arena da Baixada, vai receber o robusto Flamengo. Todo cuidado será pouco para tentar evitar novo fracasso na Série A do Campeonato Brasileiro.

Participe da conversa!
0