colunas e Blogs
Carneiro Neto
Carneiro Neto

Carneiro Neto

Opinião

Athletico disparou mesmo com incertezas e o Coritiba afundou emocionalmente

Por
Carneiro Neto
25/02/2024 19:02 - Atualizado: 25/02/2024 19:03
Athletico disparou mesmo com incertezas e o Coritiba afundou emocionalmente
| Foto: Átila Alberti/UmDois Esportes

Encerrada a primeira fase do Campeonato Paranaense, deu o que se esperava: a dupla Atletiba nas primeiras colocações, só que o Athletico disparou mesmo com  incertezas e o Coritiba afundou emocionalmente.

A desconcertante eliminação na Copa do Brasil para o insipiente Águia Marabá custou caro para o Coxa. Pelo menos foi o que se pode concluir após a péssima atuação na derrota para o Cascavel. Os jogadores mostraram-se apáticos, desencontrados e sem qualquer tipo de ambição. Tanto que o time de Guto Ferreira não conseguiu realizar nenhuma finalização com algum perigo para a meta adversária.

Bem organizado pelo treinador Matheus Costa, a Serpente fez um gol e controlou as ações, chegando ao requinte de desperdiçar algumas oportunidades para ampliar o escore. O Coritiba, ao contrário mostrou-se desorganizado no plano tático e sem qualquer inspiração para tentar pelo menos o gol de empate.

Preocupante, não só pela importância que o clube dá ao título estadual, mas, sobretudo, pelo desafio de cumprir campanha eficiente na série B do Brasileirão.

+ Receba as notícias do UmDois Esportes no WhatsApp

O Rubro-Negro terminou em primeiro lugar, invicto e com absoluto favoritismo para chegar ao bicampeonato paranaense. Porém, a torcida continua intrigada com a proposta de jogo do técnico Juan Carlos Osorio.

Primeiro, porque ele ainda não elegeu o time titular, tanto que jogadores já provados ficaram de fora da partida de ontem; segundo, porque no primeiro tempo a equipe se apresentou de forma confusa proporcionando ao adversário alguma ilusão de que poderia surpreender; terceiro, porque os gols surgiram ao natural pelo peso técnico do elenco atleticano e não pelo planejamento estratégico do exótico treinador colombiano.

+ Veja todas as colunas de Carneiro Neto

Falando francamente, entendo que o Furacão está perdendo tempo com as experiências de Osorio, pois todos já sabem qual será a escalação ideal do time, mas ele insiste na “mechilância”, o que pode custar caro para os planos da diretoria no ano do Centenário.

Basta lembrar que os verdadeiros adversários do Athletico, como tem acontecido nas últimas temporadas, nos campeonatos mais importantes e muito mais rentáveis, são Palmeiras, São Paulo, Flamengo, Fluminense, Galo e outros que já estão bem entrosados e voando dentro de campo.

O grupo de jogadores é promissor, mas Osorio precisa calçar as sandálias da humildade para não ser mandado embora antes da Páscoa.

Veja também:
Mercado da bola: veja as novidades desta segunda-feira (15)
Mercado da bola: veja as novidades desta segunda-feira (15)
Reta final de janela movimenta bastidores do Athletico; veja quem pode sair
Reta final de janela movimenta bastidores do Athletico; veja quem pode sair
Zé Vitor faz estreia pelo Athletico e aumenta opções de Cuca no meio campo
Zé Vitor faz estreia pelo Athletico e aumenta opções de Cuca no meio campo
Coritiba encaminha chegadas de destaque do Carioca e lateral do Fluminense
Coritiba encaminha chegadas de destaque do Carioca e lateral do Fluminense
participe da conversa
compartilhe
Encontrou algo errado na matéria?
Avise-nos
+ Notícias sobre Carneiro Neto
Cuca transformou o Athletico em um time sério e muito competitivo
Opinião

Cuca transformou o Athletico em um time sério e muito competitivo

Athletico provocou o discreto olhar da burguesia esportiva
Opinião

Athletico provocou o discreto olhar da burguesia esportiva

O imponderável investimento na sociedade anônima do futebol brasileiro
Opinião

O imponderável investimento na sociedade anônima do futebol brasileiro