A seleção da Venezuela perdeu por 2 a 1 para a seleção da Catalunha em amistoso na Espanha nesta segunda-feira (25), em jogo da chamada Data Fifa. E o time sul-americano não passou batido às polêmicas: jogou com uniforme improvisado, comprado às pressas em uma loja da Decathlon.

>> Veja onde seu time vai passar na TV em 2019

Após um desentendimento com a italiana Givova, por causa da cor da camisa, os venezuelanos aguardavam novas peças para o jogo na Espanha. Por algum motivo não divulgado pela fornecedora, não deu tempo. Pior: a empresa deu um jeitinho nada bacana para resolver a situação. Coube então à Venezuela entrar em campo com material da francesa Quechua, especializada em esportes de montanha.

>> Sem Globo, Turner e Premiere, 52 jogos do Brasileirão 2019 são excluídos da TV

A Givova cortou as etiquetas das camisas que comprou e pôs o seu logo na peça, colocando também números e o emblema da Federación Venezolana de Fútbol. Tal fato foi revelado pelo volante Tomás Rincón, um dos principais nomes do elenco da Venezuela. Ele usou o Twitter para cobrar respeito à camisa nacional venezuelana e aos jogadores.

“Exigimos mais respeito”, cobrou o jogador da Venezuela na postagem.

 

Participe da conversa!
0