Falta pouco mais de uma semana para o fechamento do período de contratações na maior parte das ligas europeias — a data-limite é 31 de agosto — e o atacante Pedro será o grande alvo nacional nos últimos dias de janela.

Artilheiros do Brasileirão 2018 até aqui, com dez gols, o jogador do Fluminense está valorizadíssimo por suas atuações e foi premiado, na semana passada, com a primeira convocação para a seleção brasileira.

>> VEJA O RANKING DE ARTILHEIROS DO BRASILEIRÃO

O francês Bordeaux foi o primeiro a sinalizar interesse no jovem centroavante, mas a oferta de 8,5 milhões de euros foi prontamente recusada pelo Tricolor carioca. Nesta segunda-feira (20), foi a vez do mexicano Monterrey ouvir não do Flu por sua proposta de 15 milhões de euros.

De acordo com o Globoesporte.com, a multa rescisória de Pedro está na casa de 50 milhões de euros, cerca de R$ 228 milhões. O Borrusia Dortmund, da Alemanha, é outro interessado.

Porém, dificilmente o clube exigirá o valor integral para negociar a joia. Mesmo tendo direito à metade do valor, já que tem 50% dos direitos econômicos do atacante, o Flu pode considerar uma oferta acima de 20 milhões de euros — algo em torno de R$ 91 milhões.

Ou seja, o tempo corre e a permanência de mais um jovem talento do Brasileirão é cada vez menos provável.

“A janela é madrasta, pode vir uma proposta maluca. Caso as coisas não aconteçam perto do ideal, vamos organizar um plano de carreira. Envolvem coisas futuras, uma renovação antecipada, mas ainda não estamos discutindo. Temos uma reflexão profunda sobre isso, mas não queremos prejuízo para ninguém”, disse o diretor de futebol do Fluminense, Paulo Angioni, ao UOL Esporte.

Participe da conversa!
0