O Brasileirão 2018 está sendo marcado pela escassez de bolas na rede. A média da competição é a pior dos últimos 28 anos com 2,15 gols por jogo. Desde 1990, quando a média foi de 1,89 a Série A não registrava números tão fracos.

>> Confira a tabela atualizada do Brasileirão 2018

Os esquemas defensivos e a falta de qualidade técnica são os principais motivos da queda de gols do Nacional. Em 248 jogos, foram marcados 533 gols. *Não foi contabilizado o jogo entre Chapecoense x Internacional pela 25.ª rodada. Prova disso é a repetição dos placares. 1 a 0 para o time mandante aconteceu em 47 jogos. Já o 1 a 1 foi visto em 33 oportunidades.

A queda é brusca em comparação com as últimas edições da era dos pontos corridos (desde 2003). Em 2017 a Série A teve média de gols de 2,43, enquanto 2016 registrou 2,4. Neste período, o ápice foi em 2005: 3,13 gols por partida.

O baixo índice também fica escancarado na avaliação a cada rodada. Em 12 rodadas a média foi abaixo de dois gols por jogo. Mais da metade do campeonato. A 17ª e a 24ª rodada estão juntas como a segunda pior marca da história do Brasileirão com somente 13 gols em 10 jogos. Na frente delas, apenas a 32ª rodada do Brasileirão 2015, quando foram anotados 12 gols.

Média de gols do Brasileirão na era dos pontos corridos:

2018: 2,15

2017: 2,43

2016: 2,4

2015: 2,36

2014: 2,26

2013: 2,46

2012: 2,47

2011: 2,68

2010: 2,57

2009: 2,88

2008: 2,72

2007: 2,76

2006: 2,71

2005: 3,13

2004: 2,78

2003: 2,89

###
🔥 Confira ainda 🔥

>> Tabela detalhada do Brasileirão revela os ‘queridos’ da Globo

>>Globo lança pay-per-view de futebol pela internet a R$ 79,90

>> Ranking Brasileirão: os mais prejudicados e ajudados pela arbitragem

>> Ranking do calote: estudo revela clubes mais endividados do Brasileirão

>> Entenda critérios da Globo para transmissão de jogos do Brasileirão

>> Quanto seu clube irá ganhar de cota da Globo no Brasileirão 2019

>> Mercado da bola: quem seu time está contratando para o Brasileirão

>> Mercado da bola internacional: confira as negociações na janela da Europ

Participe da conversa!
0