Matador! O termo parece agressivo, mas define bem esse ranking de eficiência – goleadores que não perdoam. A disputa pela artilharia do Brasileirão aqueceu com as boas fases de Gabriel, do Santos, e Pablo, do Atlético-PR. Ao todo, nove jogadores já balançaram as redes pelo menos sete vezes nas 22 rodadas disputadas. Por isso, listamos a pontaria dos principais goleadores do Brasileirão e calculamos quem precisa de menos chances para marcar um gol.

Matadores: confira quem são os artilheiros mais eficientes do Brasileirão

1º – Nenê (8 gols)

O meia do líder São Paulo chutou 35 vezes ao gol adversário e precisa de 4,3 arremates para marcar um gol.

2º – Diego Souza (7 gols)

Companheiro de Nenê, o atacante do São Paulo tem 36 finalizações e precisa de 5,1 chutes para balançar as redes.

3º – Gabriel (10 gols)

Artilheiro do Brasileirão, o avante do Santos cresceu de produção com Cuca. Com 53 arremates no total, Gabigol precisa de 5,3 finalizações em média para vazar o goleiro rival.

>> LISTA DOS ARTILHEIROS DO BRASILEIRÃO

4º – Pedro (10 gols)

Goleador da Série A, o centroavante do Fluminense precisa de 5,6 chutes para marcar um gol. No total, ele já finalizou 56 vezes na competição.

5º – Pablo (7 gols)

O atacante é o símbolo da guinada do Atlético-PR. Com 41 finalizações no total, Pablo precisou de 5,8 arremates parar marcar cada um dos seus sete gols.

6º – Willian (7 gols)

O atacante do Palmeiras necessita de 6,2 finalizações para marcar um tento. Ao todo, Willian chutou no gol 44 vezes.

7º – Ricardo Oliveira (9 gols)

O veterano centroavante de 38 anos do Atlético-MG não desaprendeu a fazer gols. Ele finalizou 62 vezes e precisou de 6,8 arremates para marcar um gol.

8º – Everton (7 gols)

Convocado para a seleção brasileira, o atacante do Grêmio é o oitavo mais eficiente do Brasileirão. Em média, ele precisa de 7,4 finalizações para fazer a alegria dos torcedores. Na Série A, Everton ‘Cebolinha’ chutou 52 bolas no gol adversário.

9º – Yago Pikachu (7 gols)

Entre os artilheiros do Brasileirão, o meia-atacante do Vasco é quem mais precisa de finalizações para balançar as redes. Ele tem média de 7,5 chutes para cada gol anotado.

Participe da conversa!
0