O Coritiba joga nesta quarta (22) contra o Vitória, em Salvador, pela primeira vez depois que a conclusão dos matemáticos lhe deram 97% de chance para a volta à primeira divisão.

No futebol, não me impressiono com números temporários, porque não são frios. São tão flexíveis, às vezes, se tornam elementos subjetivos tamanha é a variação a que eles se submetem por causa de uma bola que entrou ou deixou de entrar.

Entendo que a chance de os coxas voltarem está no futebol que vêm jogando. Em uma disputa rústica e cheia de acidentes como é a segunda divisão nacional, a regularidade, sem variações extremas, com pouco barulho, torna o time superior. O jogo regular acaba se tornando mais objetivo do que os próprios números, coisas inexplicáveis do futebol.

É possível afirmar que ganhando do Vitória e, depois do Guarani, no Couto, o Coritiba já pode acionar o botão da contagem regressiva.

Participe da conversa!
0