Um atleticano me aborda com uma dúvida, talvez, em forma de esperança: o Athletico pode ganhar o título brasileiro de 2021? Diante dos exuberantes números do Furacão, vejo sentido no sentimento do torcedor. No entanto, prefiro ajustar a pergunta e apresentar a questão com uma realidade mais acessível: o Athletico pode disputar o título brasileiro de 2021?

Entendo que o Athletico não deve mais ter reservas quanto as suas ambições. Definitivamente, o futebol brasileiro esse ano deve deixar de ter como referência o poder que sempre foi monopolizado, em regra, pelos cariocas e paulistas, e, às vezes, por gaúchos e mineiros.

+ Veja a tabela do Brasileirão

Quando começa o campeonato, há sempre as indicações pela tradição e pela força do dinheiro. Hoje, a tradição já não é mais um recurso nem mesmo para uma tese de prováveis candidatos; e, o dinheiro, limitado a Flamengo e Palmeiras, já não mais exige a quantidade, mas, a sua administração. Não sei se tem algo escondido, mas arrisco a afirmar que não há a auto sustentação que tem o Furacão. E, em ano de crise financeira, isso é tão ou mais importante que ter um grande time de futebol.

Sem querer ir muito cedo ao pote e beber tudo, respondo: não só pode, como já está disputando o título. E não se trata de animar uma ilusão ou fazer um mimo na paixão. Trata-se de encarar os números, portanto, de lógica. Afinal, ganhar cinco partidas, de sete disputadas, sendo três fora da Baixada é uma situação que permite tratar o futuro com esperança.

Participe da conversa!
0