A Taça BH Sub-17 começou nesta quarta-feira (12) e três promessas das categorias de base do Coritiba e Paraná (o Atlético não participa) prometem brilhar na competição. De acordo com avaliação do Globoesporte.com, através do blog Na Base da Bola, nomes do futebol paranaense estão bem cotados entre 34 promessas da tradicional competição.

O Alviverde, que estreou perdendo para o Fluminense por 3 a 1, tem os destaques na parte defensiva. O zagueiro Rodrigo Guth, que passa bem após sido levado ao hospital durante o jogo, e o lateral esquerdo Kazu são os grandes nomes da equipe.

Os dois fizeram parte da seleção brasileira sub-17 campeã sul-americana no começo deste ano e formam a nova geração de promessas do Coxa.

Já do lado do Tricolor, que joga às 20 h contra o Grêmio, tem o meia Jhonny Lucas como principal esperança. Considerado um diamante bruto do clube, o jogador sofrendo grande assédio de clubes e empresários do futebol brasileiro, recebendo até uma proposta oficial do Cruzeiro. Aos 17 anos, ele tem contrato com o Paraná até outubro de 2019 e já possui um contrato pessoal com a Nike.

Jhonny treinou pela primeira vez com o elenco profissional no mês passado, mas ainda é utilizado nas categorias de base do Tricolor e promete se destacar ainda mais no torneio realizado em Minas Gerais.

Jogador da categoria de base do Paraná, Jhonny Lucas.

Jogo do Coritiba foi suspenso por falta de ambulância

O jogo entre Fluminense e Coritiba, na estreia da Taça BH sub-17, foi paralisado com 30 minutos do primeiro tempo para a remoção do zagueiro Guth, do Coritiba. O jogo, reiniciado depois de um acordo entre as equipes, foi reiniciado às 16h e terminou com a vitória dos cariocas por 3 a 1. Não havia ambulância no estádio do Sesc, local do confronto. O defensor foi levado ao hospital, mas passa bem. Os gols foram marcados por Resende, Samuel e Macula, enquanto descontou para o Alviverde.

Participe da conversa!
0