O Paraná venceu o Coritiba, nos pênaltis, na semifinal do Campeonato Paranaense sub-19, na última quarta-feira (13), na Vila Olímpica. Após a derrota, a transmissão oficial da Rádio Coritiba xingou os atletas paranistas e os ameaçou, dizendo que “falta porrada” para os jovens da equipe adversária.

O autor das ofensas foi Rammon Mendes. De acordo com o clube, ele é o responsável pelo projeto da Rádio Coritiba, que é licenciada. Ele cuida do conteúdo e das opiniões emitidas nos programas, enquanto o Coxa tem o direito de analisar as condutas dos participantes da Rádio – e se achar necessário, advertir exageros.

O estopim para o ataque de Mendes foi a comemoração dos atletas do Tricolor junto à torcida, após a vitória sobre o Coxa. Os jovens teriam ofendido a instituição Coritiba. “Uma coisa é o torcedor cantar músicas ofendendo outra equipe. Agora, os atletas da outra equipe cantar, vou dizer uma coisa pra vocês…”, iniciou Mendes.

“Paraná Clube, respeito a instituição, mas esse monte de jogador de vocês são uns merdas. Uma coisa é saber ser profissional. Se não sabe, vai carpir um lote que vai aprender. A torcida está comemorando cantando músicas para ofender a outra equipe? É aceitável. Agora, os jogadores cantarem isso. Me desculpe, vocês são uns lixos”, prosseguiu Mendes.

O destempero prossegue. “Têm que nascer de novo e aprender a ser gente. São moleques nada, isso é falta de porrada. Não é à toa que só sabem contar até três, a burrice impera”, continua, enquanto ao fundo é possível distinguir os gritos da torcida tricolor de “Segunda Divisão” para os coxas-brancas.

Por fim, Mendes pede para que os torcedores coxas-brancas guardem os nomes dos jogadores do sub-19 paranista. “Se um dia forem na porte pedir emprego, que passem antes na torcida pedir desculpa”, encerra.

O Coritiba afirma que irá falar com Mendes sobre sua postura e que o departamento jurídico do clube analisa o caso.


Participe da conversa!
0