O Coritiba campeão paranaense de 2011 (no campo ao lado) ficará marcado pelo trio de meias-atacantes Marcos Aurélio, Davi e Rafinha.

A trinca foi forjada após o empate com o Arapongas, na 5.ª rodada, quando o técnico Marce­lo Oliveira trocou um zagueiro por Davi e o esquema 3-5-2 pelo 4-2-3-1. Na partida seguinte, 5 a 0 sobre o Iraty, abrin­­do a impressionante sequência de vitórias.

A movimentação, velocidade e troca de posições dos três confunde as defesas adversárias ao menor descuido. E facilita o trabalho do restante da equipe.

Vindo de trás, Léo Gago extrapola a função de marcador para fazer lançamentos precisos e assistências. Compõe ao lado de Leandro Donizete uma dupla de volantes que sabe jogar.

Ao centroavante Bill falta técnica e às vezes sobram gols perdidos, mas ele conquistou a torcida com seu jeito desengonçado e raçudo. Foi ajudado pelo trio, que o deixou algumas vezes na cara do gol. Mas também ajudou, brigando pelas bolas na frente e fazendo a parede para a chegada dos companheiros.

Participe da conversa!
0