O Atlético terá pela frente Prudente, Grêmio, Ceará e Avaí. Curiosamente, Botafogo vai encarar os mesmos rivais, com uma exceção: não enfrenta os catarinenses e sim o Internacional.

Na comparação de ambos, logo, não há como fazer qualquer chute sobre quem leva vantagem. Certo? Errado!

Não tem atleticano que não se recorde da jornada inglória de 2004, quando o Furacão pegava um rival vivo e o Santos, seu adversário direto pelo título, deparava-se com o mesmo adversário morto.

Rememorando: o Atlético de Levir Culpi pegou o Grêmio ainda com chances remotas de escapar da degola. Empatou por 3 a 3. O Peixe, na sequência, bateu fácil o já rebaixado Tricolor gaúcho. E ainda teve o Vasco, que jogou tudo contra o time da Baixada para ficar na elite (venceu 1 a 0) e depois fez um amistoso ante os santistas.

Agora, o roteiro de falta de sorte pode se repetir.

Pela ordem, o Atlético tem tudo para enfrentar rivais ainda com aspirações ou sonhos, veja como queira. Já o Bota, ao contrário, pode se deparar com rivais na zona de conforto e/ou zona morta.

Mas a luta atleticana, viável e bonita, tem ainda um terceiro oponente: o Grêmio. O embalado grupo de Renato Gaúcho goza de uma configuração de tabela ainda melhor. Só para resumir, terá pela frente, em casa, justamente Atlético e Botafogo.

Olha, dos três não deve escapar a vaga no G4. Mas a conquista mais heróica, mais dramática, mais suada seria a dos comandados por Sérgio Soares. Se preparem.

Jogos que faltam

Atlético
14/11 Atlético x Prudente
21/11 Grêmio x Atlético
28/11 Ceará x Atlético
5/12 Atlético x Avaí

Botafogo
10/11 Ceará x Botafogo
21/11 Botafogo x Internacional
28/11 Botafogo x Prudente
5/12 Grêmio x Botafogo

Grêmio
13/11 Santos x Grêmio
21/11 Grêmio x Atlético
28/11 Guarani x Grêmio
5/12 Grêmio x Botafogo

Participe da conversa!
0