“Olá campeão, eu sou o assassino da confiança de Pablo Escobar. Irmão argentino, bem-vindo para Medellin goleador”.

John Jairo Velasquez Vasquez, conhecido como Popeye, recebeu assim o atacante Ezequiel Rescaldani quando o ex-jogador do Quilmes foi para o Atlético Nacional, em julho. Apenas uma amostra da relação próxima entre o clube e o crime organizado, além da pressão de vestir a camisa da equipe alviverde da Colômbia.

Sob o túmulo do ‘Patrão’ Escobar, o violento matador gravou um vídeo desejando boa sorte ao jogador, que estará à disposição do técnico Reinaldo Rueda para o duelo contra o Coritiba, nesta quarta-feira (26), pelas quartas de final da Copa Sul-Americana.

A cena viralizou entre os colombianos. John tem um canal do Youtube famoso por pedidos de perdão e histórias no crime.

Popeye foi o assassino mais próximo de Escobar na Colômbia entre os anos 80 e 90 assassino. Estava na prisão até recentemente, quando foi libertado depois de cumprir sua pena.

A mensagem, quando da contratação de Rescaldani foi anunciada, prosseguiu. “Eu sobrevivi às guerras do meu empregador e aos meus próprios erros. Hoje estou na sepultura do meu empregador e aqui demonstro meu amor pelos argentinos. Então recebe o meu amor e o convido para vir até o túmulo do Patrão. Eu sei que você gosta de história “.

 

Participe da conversa!
0