FBL-WC-2018-ARG-TRAINING

Como era antes…

Maior astro do futebol mundial, Lionel Messi aderiu a uma tendência polêmica das tatuagens. O jogador argentino apareceu para o duelo contra o Brasil, nesta quinta (10), às 21h45, em Belo Horizonte, com a perna esquerda no padrão ‘blackout’ (preenchimento em preto de parte do corpo).

Embora de gosto questionável, o estilo tem feito a cabeça de profissionais da arte no corpo. A moda consiste em não apenas contornar com a cor escura, mas sim cobrir a pele em grande proporção.

No caso do craque, o blackout foi usado para sua principal finalidade: cobrir tatuagens antigas. No mesmo local havia uma espada e uma bola, além de homenagens ao filho Thiago. Com a mancha negra, permaneceu visível a reprodução das mãos do herdeiro e o número 10, seu preferido.

Esta técnica, que surgiu há cinco anos e agora está em seu pico, tem riscos, conforme trouxe nesta quarta uma reportagem do jornal La Nacion, da Argentina. A tinta é feita à base de carbono, com ingredientes prejudiciais. Além disso, é muito difícil de remover.

 

FBL-WC-2018-ARG-TRAINING

Participe da conversa!
0