Quando o dinheiro não está sobrando, muitas vezes a saída para se movimentar bem no mercado da bola brasileiro está nos jogadores sem contrato ao final desta temporada de 2018. Desde promessas que ainda não vingaram a veteranos com experiência de sobra, confira 12 boleiros sem clube dando sopa para o seu time contratar!

Colaboração: Isabela Starepravo

>> Gringos para o seu time contratar para 2019

Mercado da bola: o vai e vem dos clubes para 2019

João Ricardo (goleiro)

O gaúcho de 30 anos está atualmente sem clube. Depois de passar quatro anos no América-MG o goleiro não vai renovar novamente. João Ricardo teve boas atuações nesta última temporada, sua primeira em um clube da Séria A. Ele está sendo cotado pelo Vasco da Gama.

Wallace Oliveira (lateral-direito)

Com apenas 24 anos, o lateral-direito está sem clube desde junho. Revelado pelo Fluminense, foi adquirido pelo Chelsea em 2013, mas nunca se firmou. Foi emprestado para o Vitesse, da Holanda, onde fez uma boa temporada. Depois, teve passagem pelo Grêmio entre 2016 e 2017, porém teve algumas lesões e não foi muito aproveitado. Atualmente, vale aproximadamente R$ 4,5 milhões, de acordo com o Transfermarkt, portal alemão especializado.

Pepe (zagueiro)

Pepe, experiente zagueiro de 35 anos, está livre no mercado. Nascido em Alagoas, mas naturalizado português, atuou no Real Madrid por dez temporadas, entre 2007 e 2017. Atualmente, está sem clube após rescindir com o Besiktas, da Turquia. Nos últimos dias, torcedores do Corinthians invadiram suas redes sociais pedindo para que ele jogasse no Timão, porém não há nenhuma oferta formal por parte do clube paulista. Al-Gharafa e Al-Ittihad, ambos do Oriente Médio, estão interessados.

Diego Polenta (zagueiro)

Após quatro temporadas no Nacional, do Uruguai, a diretoria não entrou em consenso e o zagueiro de 26 anos está sem clube. Polenta chegou a ser considerado um dos melhores zagueiros do Uruguai e se destacou na Libertadores de 2016. No meio do ano, o Atlético-MG até chegou a fazer sondagens pelo jogador, mas não chegou a oferecer uma proposta.

Carlinhos (lateral-esquerdo)

Sua principal atuação foi pelo Fluminense, onde conquistou o Campeonato Brasileiro em 2010. Depois passou três temporadas no São Paulo e uma no Internacional, onde sofreu com lesões e perdeu a vaga de titular. Em 2018, teve uma curta passagem de quatro meses pelo Paysandu. Agora, aos 31 anos, o experiente Carlinhos está sem clube.

Cícero (volante/meia)

Seu último clube foi o Grêmio, onde jogou em 2017 e 2018. Porém o versátil jogador teve passagem importante pelo Fluminense, ganhando a Copa do Brasil em 2007. Com esse título ele despertou interesse do Hertha Berlin, ficando dois anos no clube alemão. Passou mais uma temporada na Alemanha no VfL Wofsburg. Ao retornar ao Brasil jogou no São Paulo, Santos e voltou ao Fluminense.

Madson (meia)

O meia de 32 anos já jogou no Vasco, no Santos e no Athletico. Atuou seis anos no time Al-Khor, do Catar, de onde saiu em junho de 2018. Com apenas 1,57m tem boa qualidade técnica e, segundo o Tranfermarkt, site alemão especializado em valores do mercado da bola, vale 700 mil euros.

Michel Bastos (meia)

Michel Bastos atuou pelo Sport emprestado pelo Palmeiras. Seu contrato com o time paulista termina em dezembro e não será renovado. O meia de 35 anos já passou por Atlético-PR, Grêmio, Figueirense, São Paulo, Palmeiras e Sport, assim como Lille, Lyon, Schalke 04, Al Ain e Roma. Essa última temporada não foi das melhores em sua carreira, custou a ganhar espaço no time pernambucano. Mesmo assim, ainda tem qualidade e experiência para despertar a cobiça do mercado.

Douglas (meia)

O veterano meia organizador Douglas, 36 anos, recebeu uma oferta de renovação do Grêmio para ganhar metade do seu salário de 2018, mas recusou. O meia, com boas passagens por Corinthians e Vasco, conta com duas copas do Brasil, duas Libertadores e um Mundial no currículo. Apesar da alta idade, pode preencher a carência daquele clube que ainda não encontrou o seu camisa 10.

Marquinhos (atacante)

Marquinhos tem contrato de empréstimo até 31 de dezembro de 2018 com o América-MG. O jogador pertence ao Internacional e seu contrato com o clube gaúcho também só vai até o final desse ano. A última temporada em que mostrou grande qualidade técnica foi em 2014, quando conquistou o Brasileirão com o Cruzeiro. Depois, teve temporadas marcadas pela irregularidade, mas mesmo assim surge como boa opção de mercado.

Nilmar (atacante)

Nilmar, 35 anos, deu uma pausa em sua carreira no meio de 2017 para tratar uma depressão, e desde então não foi contratado por nenhum clube. Ele atuava pelo Santos. Experiente e com passagens importantes tanto por clubes europeus como brasileiros, pode ser recuperado e pintar como uma das boas tacadas do mercado em 2019.

Júlio César (goleiro)
O contrato de Júlio César no Fluminense acaba em 31 de dezembro de 2018 e o goleiro ainda não tem futuro definido. O próprio jogador de 32 anos afirmou que 2018 foi o melhor ano de sua carreira, pois apresentou grande regularidade nos jogos. Seguro e experiente, acumula passagens pelo futebol português e é uma boa opção de mercado.

Participe da conversa!
0