Neste exato momento que escrevo este post, passamos das 22 horas de quarta-feira (27). A região do Anhembi, onde estou hospedado para a cobertura da Fórmula Indy em São Paulo, já está tomando cara da pista.

Na chegada ao hotel, passamos por um ponto do traçado que será percorrido pelos pilotos da categoria. Às 22 horas de quinta, tudo estará fechado para os motoristas do dia-a-dia. No sábado, os carros da Indy ganharão o local.

Tão logo desci do carro que me levou ao hotel, chamou a atenção de um carro para exposição. Logo abaixo, do outro lado da escada, outro. Se eles saírem com o pneu slick que estão, terão problemas, pois uma chuva fina me recepcionou na cidade.

O primeiro carro flagrado pelo celular que me acompanha na jornada foi de Tony Kanaan, terceiro colocado nesta temporada, o melhor dos brasileiros até o momento.

Leonardo Bonassoli, enviado especial

O segundo é um carro da Penske, mais precisamente de Helio Castroneves. Pode ser dele a pole de número 200 da história da escuderia de Roger Penske, que já teve como um de seus pilotos o mítico Emerson Fittipaldi, bicampeão de Fórmula 1, entre outros feitos no currículo.

Leonardo Bonassoli, enviado especial

Aliás, o hotel é tão do lado da pista que da janela eu vejo a reta em plena Marginal Tietê. Com a luz do dia pretendo captar este pedacinho da Indy visto de cima.

Este é o pontapé inicial no acelerador da cobertura. Direto de São Paulo. Como disse aos editores: “mandarei notícias”.

O repórter viajou a convite da organização da prova

Participe da conversa!
0