O Fluminense repudiou, na manhã desta segunda-feira (18), o que considerou comportamento preconceituoso do volante Fellipe Bastos, do Vasco, após a decisão da Taça Guanabara, no Maracanã, no último domingo (17), que terminou com vitória por 1 a 0 e título do Cruz-Maltino.

Ainda no gramado do estádio, o jogador apareceu ao lado de um funcionário do Vasco xingando o Fluminense, inclusive com palavras de cunho homofóbico, ironizando o adversário.

Mauro Cezar Pereira: uma final bizarra

“Sexualidade é diversidade. A intolerância não pode ter mais espaço na nossa sociedade. O Fluminense é um time de todos, como todo clube deveria ser. E lamenta que alguns ainda deem lugar para o preconceito”, disse o comunicado publicado pelo Flu nas redes sociais.

O clube tricolor ainda postou longo texto condenando a homofobia. “O Fluminense entende que uma vitória seguida de homofobia é uma derrota para o esporte”, diz trecho. Posteriormente, no início da tarde, o próprio Vasco relembrou o passado histórico do clube, primeiro a abrir as portas do futebol para atletas negros, e valorizou a luta pelor uma sociedade mais juts.

Confira abaixo o vídeo com Fellipe Bastos, publicado pelo Jornal Extra

E a nota publicada pelo Fluminense

Notas publicadas pelo Vasco

Participe da conversa!
0