Fotos Lucas Uebel/Grêmio

 

A estudante de jornalismo Carol Portaluppi, 22 anos, filha do técnico Renato Gaúcho, chamou a atenção durante a classificação do Grêmio à final da Copa do Brasil. O time gaúcho empatou sem gols com o Cruzeiro, em Porto Alegre, nesta quarta-feira (2).

LEIA jogador do Grêmio dá olhada indiscreta para filha de Renato Gaúcho e vira ‘mito’

A jovem foi flagrada pelo SporTV registrando a partida. Uniformizada, a filha do treinador estava no banco de reservas filmando com o celular a festa do time do coração (o pai é um dos grandes nomes da história gremista). O fato entrou na súmula do árbitro paulista Thiago Duarte Peixoto e pode ocasionar punição aos tricolores.

Ela também foi vista abraçando Renato à beira do gramado. Carol foi assediada por torcedores do Tricolor durante a partida, com algumas selfies sendo publicada no Instagram. Ela é tratada como ‘pé quente’ pelos fãs do time gaúcho.

De acordo com o relato, o juiz paulista a garota entrou no campo pouco antes do apito final, convidada pelo pai, e sentou no banco de reservas. O árbitro relatou, ainda, que Carol não foi retirada da área técnica por falta de tempo, já que a partida logo se encerrou. Conforme a lei, o fato será analisado pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) e o clube pode ser indiciado e punido.

Após a partida, Carol postou vídeos no Snapchat para mostrar os bastidores. Ela ganhou a camisa 10 do meia Douglas.

O Grêmio vai decidir a Copa do Brasil contra o Atlético-MG, que eliminou o Inter, após empate por 2 a 2, em Belo Horizonte. As partidas decisivas são nas últimas quartas de novembro.

Veja abaixo o relato do árbitro Thiago Duarte Peixoto

Informo que ao final da partida, constatei a presença da Sra Carol Portaluppi dentro do campo de jogo. Cabe salientar, que após o término do jogo, fui informado pelo inspetor da partida, Sr Nilson de Souza Monção e pelo quarto árbitro, Sr Francisco Silva Neto que a referida adentrou as imediações do campo de jogo a poucos segundos do término da partida, chamada pelo seu pai, Sr Renato Portaluppi, técnico da equipe do Grêmio, sentando no banco de reservas. Não havendo tempo hábil para retirá-la pois a partida se encerrou, a mesma adentrou o campo de jogo.

 

 

Participe da conversa!
0