Arquibancada Virtual

Ver mais

Top 5: os piores erros de arbitragem no Brasileirão

Brasileirão vai abrir a era do vídeo árbitro.
Brasileirão vai abrir a era do vídeo árbitro.| Foto:
  • PorEsportes Gazeta do Povo
  • 20/09/2017 09:11

Diante da ideia da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) de usar o árbitro de vídeo, relembre os cinco jogos com problemas mais decisivos de arbitragem neste Brasileirão. O levantamento é feito com base no próprio estudo da CBF, mas também em fatos relevantes que alteraram o placar da partida, mas que a entidade desconsiderou, como o auxílio de imagens para voltar atrás em decisões erradas. Veja lista e tire as suas conclusões sobre o nível do apito no Brasileirão 2017.

Os jogos com maiores problemas de arbitragem no Brasileirão

6ª Rodada – Avaí 1 x 1 Flamengo
Juiz marca pênalti, mas estranhamente voltou atrás.
O árbitro Paulo Scheleich Vollkopf (MS) marcou a penalidade de meia Éverton no lateral Diego Tavares por um empurrão do flamenguista. Mas após dois minutos e muita confusão, o árbitro consultou o assistente atrás do gol e anulou a marcação.

8ª Rodada – Coritiba 0x0 Corinthians
Gol do Corinthians não foi validado.
Jô tabelou com Maycon dentro da área, saiu de frente para o gol e bateu para o fundo da rede. O árbitro Marcelo de Lima Henrique acatou a sinalização de impedimento do atacante feita pelo bandeira e anulou gol legítimo.

11ª Rodada – Sport 1×0 Atlético
Pênalti mal marcado para o Sport.
Aos 27 minutos do segundo tempo, Everton Felipe chutou em cima do zagueiro Wanderson e o árbitro Grazianni Maciel Rocha (RJ), que estava bem posicionado e de frente para a jogada, viu mão na bola do jogador atleticano. A bola, entretanto bateu em sua cabeça e, na sequência, na coxa. O pênalti decidiu o confronto. Além disso, o árbitro não levou em conta que os dois times estavam com uniformes similares.

17ª Rodada – Corinthians 1×1 Flamengo
Impedimento mal marcado em gol do Corinthians.
Jô abriu o placar logo aos 12 minutos, mas o bandeirinha Guilherme Dias Camilo (Fifa-MG) enxergou um impedimento inexistente no lance. Depois, os recursos tecnológicos mostraram que o centroavante corintiano estava em posição legal por 3 metros.

24ª Rodada – Corinthians 1 x 0 Vasco
Jô usa o braço para marcar o gol.
Lance mais polêmico até aqui. No esforço para alcançar a bola, Jô empurra a mesma com o braço para o fundo das redes. Lance complicado para o árbitro, mas que poderia ser evitado na possibilidade de usar o recurso de vídeo. Diante da situação, a CBF anunciou que vai se render à tecnologia ainda neste Brasileirão.

>>Leia também sobre o Brasileirão

 

Participe da conversa!
0

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.