Campeão da Copa Sul-Americana no ano passado, o Athletico estreia na Copa Libertadores 2019 no próximo dia 5 de março, contra o colombiano Tolima, fora de casa, pela fase de grupos do torneio.

Mas, segundo a previsão orçamentária do clube para a temporada, o mínimo que se espera dos comandados de Tiago Nunes é superar a barreira da primeira fase — feito que o clube realizou em três das cinco participações até hoje (2000, 2005 e 2017).

De acordo com o jornalista Rodrigo Mattos, do UOL, o Furacão traçou seu planejamento financeiro para o ano já contando com o prêmio por avançar às oitavas de final do torneio continental: US$ 1,05 milhão — valor que quase chega à casa dos R$ 4 milhões quando convertido para a moeda brasileira. Montante que seria somado ao distribuído pela Conmebol pela participação na fase de grupos: US$ 3 milhões, aproximadamente R$ 11,3 milhões.

O argentino Boca Juniors e o boliviano Jorge Wilstermann completam o grupo G.

“Vemos como uma boa possibilidade já que estamos na fase de grupos”, explicou e o presidente do Conselho Deliberativo do Athletico, Mario Celso Petraglia, ao UOL

Flamengo, Inter e São Paulo, de acordo com a mesma matéria, planejam chegar no mínimo às quartas de final. Já Cruzeiro e Grêmio só contam com o prêmio da fase de grupos: US$ 3 milhões — cerca de R$ 11,3 milhões.

Participe da conversa!
0