Clube da Irlanda, o Ballybrack FC fingiu a morte de um atleta do time para adiar uma partida na Leinster Senior League, espécie de terceira divisão do país.

O jogo contra o Arklow Town seria no último sábado (24), não fosse a atitude do Ballybrack de informar a morte do jogador espanhol Fernando LaFuente, eu um suposto acidente de carro. Minutos de silêncio foram feitos antes das outras partidas da rodada.

A liga irlandesa chegou a publicar uma nota de falecimento em um jornal irlandês, antes de descobrir que LaFuente não estava morto.

“Eu estava em casa após o trabalho jogando vídeo game quando de repente recebi uma ligação do trabalho. Me disseram que eu era uma celebridade. E foi assim que descobri que estava morto”, brincou LaFuente, após o fiasco do clube irlandês.

Espanhol Fernando Lafuente foi dado como falecido por clube da Irlanda

Em um comunicado oficial, o BallyBrack descreveu o incidente como um “grosseiro erro de julgamento” e confirmou que a pessoa por trás das alegações da morte de LaFuente foi dispensada de suas funções no clube.

Já era tarde. A notícia repercutiu negativamente mundo afora, em periódicos de diversos países. Abaixo, a repercussão em alguns jornais da Irlanda.

 

Participe da conversa!
0