A diretora de fotografia Carla Dauden, 23 anos, postou o vídeo “No, I’m not going to the world cup” (“Não, eu não vou para a Copa do Mundo”), e mais de 1,5 milhão de pessoas já viram suas críticas.

A moça disse à Folha de S. Paulo que resolveu fazer o vídeo devido à falta de conhecimento dos americanos sobre o que ocorreria no Brasil. Não era intenção fomentar os protestos contra o evento.

No vídeo, a brasileira explica alguns dos pontos críticos da Copa, como gastos bilionários, suspeitas de superfaturamento e desapropriações –como o caso da aldeia Maracanã. Também levanta bandeiras comuns aos brasileiros contrários à competição, como usar os recursos para outras prioridades (educação, saúde, segurança), e reclama do discurso político relacionando a Copa com o legado.

Vale a pena conferir.

Participe da conversa!
0