FBL-U20-BRA-VEN

O Brasil venceu a Venezuela neste domingo pelo hexagonal final do Sul-Americano Sub-20, mas deixou o campo brigando com jogadores do Uruguai. Um bate-boca recheado de provocações – que teria sido iniciado pelos uruguaios – ganhou contornos mais intensos depois que o atacante Giovanny, do Atlético, levou um chute de um atleta da Celeste Olímpica. As comissões técnicas precisaram intervir para evitar que o conflito se agravasse. As informações da briga foram publicadas pelo site Globoesporte.com.

De acordo com o site, os brasileiros deixavam o campo após o triunfo por 1 a 0 quando cruzaram com os uruguaios, que faziam o caminho contrário, indo para o gramado para enfrentar a Colômbia na sequência da rodada tripla no Estádio Atahualpa. A equipe do Uruguai, que havia vencido o tenso clássico com o Brasil na última quinta-feira, por 2 a 1, teria então passado a provocar os brasileiros. O clima foi esquentando até o chute em Giovanny dar início a um embate corporal.

Na mesma reportagem, a CBF confirma o tumulto sem citar as supostas agressões. “Enquanto os jogadores da seleção brasileira subiam as escadas, os uruguaios estavam do lado de fora do seu vestiário, em área comum às equipes. Houve um princípio de confusão entre os jogadores, logo apartado pelas comissões técnicas dos dois países”, explicou a entidade.

Um funcionário do estádio, porém, confirmou a briga ao jornalista. A “troca de gentilezas” teria inclusive sido gravada pelas câmeras de segurança do local.

Participe da conversa!
0