O Cruzeiro virou piada nas redes sociais, em maio, pela ausência de torcedores para erguer os escudos de papelão deixados nas cadeiras do Mineirão – uma iniciativa da diretoria celeste. Fazendo um paralelo com o título da série “La Casa de Papel”, torcedores rivais apelidaram a torcida da Raposa de “La Torcida de Papel”.

A história da Raposa apenas ilustra um iniciativa ainda mais ousada, como cortar papelão em forma de pessoas, fantasiá-los de torcedores e ilustrar a arquibancada vazia link.

O caso ocorreu na Hungria. O lanterna Puskás Akadémia viajou 400 km para enfrentar o Mezőkövesd Zsóry FC. A distância e a qualidade técnica do time não animaram seus fãs a comparecem no estádio rival. Então, para apoiar os jogadores, a diretoria colocou os fakes de papel para preencher o setor da torcida visitante. Não surtiu aparentemente nem efeito moral, pois o time perdeu 2 a 0. O jogo teve 2555 espectadores de verdade.

Mas a bizarra estratégia não é inédita. Em 2014 os fãs do Omiya Ardija, que disputava a fase de grupos da Copa da Liga Japonesa, também usaram essa artimanha para preencher o setor da torcida visitante. Bonecos de papelão vestiram a camisa do time e acompanharam ao jogo no Naruto Athletic Stadium. Dessa vez os torcedores e papel deram mais sorte e viram seu time empatar (1 a 1).

Por mais inusitada que pareça essa forma de torcida, em 2005, os torcedores do Polônia Varsóvia colocaram bonecos de papelão por uma boa causa. Indignados com o aumento do preço dos ingressos para as partidas do clube, colocaram torcedores “fake” para protestar contra essa medida.

Com uma taxa de ocupação dos estádios no Brasileirão beirando os 40%, a tática corre o risco de em breve assombrar os estádios do país, preocupando os defensores de ingresso barato e povão na arquibancada.

Colaboração de Isabela Starepravo

Leia também
>> Tabela detalhada do Brasileirão revela os ‘queridos’ da Globo

>>Globo lança pay-per-view de futebol pela internet a R$ 79,90

>> Ranking Brasileirão: os mais prejudicados e ajudados pela arbitragem

>> Ranking do calote: estudo revela clubes mais endividados do Brasileirão

>> Entenda critérios da Globo para transmissão de jogos do Brasileirão

>> Quanto seu clube irá ganhar de cota da Globo no Brasileirão 2019

>> Mercado da bola: quem seu time está contratando para o Brasileirão

>> Mercado da bola internacional: confira as negociações na janela da Europa

>> TABELA: confira todos os resultados e classificação da Série A

Participe da conversa!
0