O astro do futebol francês Eric Cantona atrelou o tour da seleção brasileira à Arábia Saudita com a preferência do eleitorado na candidatura de Jair Bolsonaro (PSL).

De acordo com o ex-jogador, inaceitável a CBF levar a equipe nacional a jogar em um país acusado de ser autoritário e com violações de direitos humanos.

Em um vídeo postado em seu Instagram, Cantona diz que isso justifica a sintonia dos brasileiros a Bolsonar – o candidato convive com acusações constantes de ser autoritário.

“Quando vejo a seleção brasileira de futebol aceitar jogar um amistoso na Arábia Saudita – por muito dinheiro, tenho certeza -, consigo entender por que milhões de brasileiros estão dispostos a votar em Bolsonaro”, afirmou Cantona, que colocou na legenda a hashtag “#EleNão”, do movimento contrário a Jair Bolsonaro.

A Arábia Saudita convive no momento com o desaparecimento de um jornalista local. Jamal Khashoggi sumiu após entrar no consulado do país em Istambul, na Turquia. Neste sábado, o secretário-geral da ONU, António Guterres, exigiu a verdade sobre o desaparecimento de Jamal Khashoggi.

Após vencer a Arábia Saudita por 2 a 0, na sexta (12), a equipe de Tite volta à campo na terça, também no país do Oriente Médio, para encarar a Argentina.

Polêmico e conhecido como “L’Enfant Terrible“, “The Genious“, Cantona é considerado um dos principais responsáveis pelo ressurgimento do Manchester United nos anos 90.

 

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

🇧🇷 #elenão

Uma publicação compartilhada por Eric Cantona (@ericcantona) em

Participe da conversa!
0