Moçada, passada rápida aqui pelo blog em meio ao fechamento da Gazeta Esportiva. Há tempos não via o Atlético sendo tão… Atlético. Me refiro ao time veloz, impetuoso que virou marca do Furacão na Arena e esteve de volta hoje, na vitória sobre o Internacional.

Waldemar Lemos acertou ao formar um time mais leve, com Wesley, Wallyson, Raul e a inspiração de Paulo Baier e Marcinho. Envolveu o pesadão Inter, condenado a perder o Brasileiro enquanto insistir com Tite.

Marcinho foi o claro destaque do jogo. Marcou dois gols, deu uma assistência, merecia que aquele tapa no finzinho do jogo tivesse acertado a gaveta, não a trave.

Exceto a zaga no segundo gol colorado, o time jogou o máximo possível. E se quiser ter resultados, terá de ser sempre assim. Claro, é impossível conseguir isso em todas as partidas. Mas se funcionar em metade delas já servirá para evitar o rebaixamento.

Com Claiton e Alex Mineiro (as especulações do momento), dá para pensar em algo a mais. Que é ficar estacionado pelo meio da tabela, como o Coritiba. Mais do que isso, infelizmente, não é para o bico dos nossos clubes.

Ah, e finalmente fechamos uma rodada fora da ZR. Cada coisa que a gente se vê obrigado a comemorar…

Albari Rosa/ Gazeta do Povo
Participe da conversa!
0